Pedido de impeachment do prefeito de Caxias recebe anexo com novas denúncias - Política - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

7ª denúncia30/09/2019 | 16h42Atualizada em 30/09/2019 | 16h42

Pedido de impeachment do prefeito de Caxias recebe anexo com novas denúncias

Câmara de Vereadores votará admissibilidade na sessão desta terça-feira, com início às 8h30min

Pedido de impeachment do prefeito de Caxias recebe anexo com novas denúncias Lucas Amorelli/Agencia RBS
Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

O ex-vice-prefeito Ricardo Fabris de Abreu (sem partido), autor do sétimo pedido de impeachment do prefeito Daniel Guerra (Republicamos) na sexta-feira (27), protocolou um anexo à denúncia na manhã desta segunda. O novo documento aponta prováveis ilegalidades no cerceamento do Conselho Municipal de Saúde (CMS) a suas atribuições como avaliar a realização da obra a Unidade de Pronto-Atendimento (UPA) Central. Fabris anexou documentos que mostram que o Tribunal de Contas do Estado (TCE) abriu procedimento de investigação sobre a licitação da UPA Central, que trata da seleção da entidade privada, qualificada como organização social da área da saúde. Aponta ainda a nomeação de organização social desrespeitando lei municipal, por meio de decreto assinado pelo prefeito Daniel Guerra.

Leia mais:
Sétimo pedido de impeachment contra prefeito Daniel Guerra é protocolado na Câmara de Caxias
"Expediente politiqueiro", diz Daniel Guerra sobre novo pedido de impeachment

Fabris também pede que a Câmara de Vereadores solicite ao TCE uma Inspeção Especial e dois procedimentos que investigam "contas de gestão" e "contas de governo", e a cópia do chamamento público 140/2019 à Central de Licitação da prefeitura de Caxias do Sul.

O documento anexo será apreciado junto com a denúncia que alega suposto descumprimento da Lei Orgânica e da Constituição e se ampara na recente proibição do uso da Praça Dante Alighieri para realização da bênção pública dos freis capuchinhos, marcada para o dia 11 de dezembro. Com base no decreto-lei federal 201/1967 e no Regimento Interno da Casa, os documentos  serão apreciado na sessão ordinária desta terça-feira, com início às 8h30min.

Leia também:
Prefeito de Caxias do Sul não prestigia abertura da Feira do Livro
Ex-vice-prefeito é confirmado pré-candidato à prefeitura de Caxias do Sul
"Esse pessoal acha que o Estado é propriedade da elite", avalia ex-governador Olívio Dutra

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros