Estado busca solução com governo federal para reverter saída de Caxias do Mapa do Turismo - Política - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Polêmica31/07/2019 | 19h45Atualizada em 31/07/2019 | 19h59

Estado busca solução com governo federal para reverter saída de Caxias do Mapa do Turismo

Sedetur deve revelar nesta quinta-feira estratégia para tirar município de impasse

Estado busca solução com governo federal para reverter saída de Caxias do Mapa do Turismo Jonas Ramos/Agencia RBS
Foto: Jonas Ramos / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Os transtornos gerados pela decisão polêmica da prefeitura de Caxias do Sul em mudar de região turística passam a afetar outras esferas. Com o fim do prazo para encaminhamento de solicitações dos municípios e o impedimento da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Turismo do Estado (Sedetur) em dar andamento ao processo, Caxias passa a ficar de fora — ao menos temporariamente — do Mapa do Turismo Brasileiro. 

A justificativa da Sedetur para invalidar o pedido do município foi a determinação liminar do juiz João Pedro Cavalli Júnior, da 2ª Vara Cível Especializada em Fazenda Pública de Caxias do Sul, que proíbe a mudança antes de aprovação na Câmara de Vereadores. 

Leia mais
Caxias do Sul ficará de fora do Mapa Turístico Brasileiro
Impasse sobre região turística deve dificultar recursos para poder público e empresas de Caxias

Ao Pioneiro, a titular da Procuradoria Geral do Município, Cássia Kuhn, garantiu que ainda existe prazo para entrar com recurso:

— Caxias está fora da Região das Hortênsias por força de uma liminar. Ainda temos sete dias para fazer o agravo da decisão, então, ainda não está definido.

A secretária municipal do Turismo de Caxias, Renata Carraro, classificou a interpretação do Estado para barrar o pedido do município como "equivocada".

— A prefeitura avalia que houve uma interpretação equivocada do Estado sobre a liminar que era para o município e foi concedida após termos encaminhado todos os trâmites legais, inclusive com a documentação que já havia sido encaminhada para a Secretaria do Estado validar — afirma.

O agente setorial da Procuradoria Geral do Estado (PGE) na Sedetur, Rodinei Candeia, informou que apesar de o Estado ter tratado do assunto com a secretária municipal do Turismo, não houve progressos na busca de providências. Com isso, afirma, o Estado está buscando articular uma solução diretamente com o Ministério do Turismo:

— Nos reunimos com representantes do Ministério do Turismo no Palácio do Piratini e estamos vendo algo para que possamos reverter essa situação. Como o Estado não é parte (da liminar), não vamos nos vincular ao processo. Estamos trabalhando com esse cenário da liminar. 

Segundo ele, a iniciativa do governo do Estado visa representar os interesses da comunidade da região:

— O interesse da Sedetur é não deixar uma região toda desamparada. Não é pedido do município, é o interesse nosso com a comunidade local — complementa.

Nesta quinta-feira (1º), a Sedetur deve anunciar a estratégia para tentar reverter a situação de Caxias.

Leia também
Projeto busca obrigar divulgação de proibição do uso de formol em salões de beleza de Caxias  
Ex-governador retoma atividades partidárias no sábado, em Gramado
Projeto busca obrigar divulgação de proibição do uso de formol em salões de beleza de Caxias




 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros