Defesa diz que vereador Catafesta não sai de Comissão de Ética - Política - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Investigado pelo MP16/07/2019 | 18h14Atualizada em 16/07/2019 | 18h26

Defesa diz que vereador Catafesta não sai de Comissão de Ética

Sedinei Catafesta (PSD) participa de colegiado que irá analisar quebra de decoro por parte do suplente Raul Herpich

Defesa diz que vereador Catafesta não sai de Comissão de Ética Gabriel Venzon/Divulgação
Defesa sustenta que Catafesta é inocente Foto: Gabriel Venzon / Divulgação

 A defesa do vereador Sedinei Catafesta (PSD) considera que é legítima a participação dele na Comissão de Ética aberta na Câmara de Farroupilha para analisar a situação do suplente de vereador Raul Herpich (PDT), Investigado pelo Ministério Público (MP) sob suspeita de ter desviado R$ 1,1 milhão de cooperativas habitacionais. Herpich é suplente de Catafesta na Câmara. 

 Depois da ação, no dia 19 de junho, sequestrar bens de Herpich, Catafesta foi exonerado do cargo de secretário de Esporte, Lazer e Juventude e retornou à Câmara. No mesmo dia em que a Comissão de Ética foi aberta, veio à tona outra investigação do MP, esta contra o vereador do PSD.  

O Regimento Interno da Câmara prevê que todas as bancadas estejam representadas no colegiado e Catafesta é o único do partido dele a ocupar uma vaga na Casa. Como Catafesta irá responder na Justiça por improbidade administrativa, surgiram questionamentos sobre a participação dele na comissão. 

Leia mais
Operação sequestra bens de vereador suspeito de desviar R$ 1,1 milhão em Farroupilha
MP aponta que vereador de Farroupilha recebeu R$ 20 mil em propina
Comissão de Ética vai apurar se suplente de vereador em Farroupilha quebrou decoro
Vereador investigado pelo Ministério Público integra Comissão de Ética na Câmara de Farroupilha

O entendimento da defesa, no entanto, é que, como o vereador ainda não foi condenado, haveria uma punição antecipada se ele deixasse de integrar o colegiado.

— Enquanto o vereador não for condenado, ele não pode ter qualquer tipo de pena. Ele não participar, não ser integrante da Comissão de Direitos Humanos, da Comissão de Ética, seria uma punição antecipada, e isso não é razoável, porque ele não é considerado culpado — afirma o advogado Gustavo Nagelstein, ao salientar que um dos princípios do estado democrático de direito é a presunção de inocência. 

Ainda não existe definição sobre se Catafesta irá integrar a subcomissão que deve ser criada para avaliar especificamente a situação de Herpich. É que depois de aberta a comissão, um grupo de três vereadores é escolhido para analisar o caso. Esta etapa ainda não foi cumprida. 

Leia também
Bombeiros Voluntários resgatam gatos de incêndio que destruiu revenda de carros em Picada Café
Assembleia de credores da Voges, em Caxias, é novamente adiada
Exportação de vinhos e espumantes cresce 66% no primeiro semestre
"Ele disse que teria um encontro na sexta e depois não fez mais contato", diz amiga de caxiense morto na China 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros