Chico Guerra será suspenso por 60 dias quando retornar à Câmara de Vereadores de Caxias - Política - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Caso do "corretivo"23/07/2019 | 12h58Atualizada em 23/07/2019 | 12h59

Chico Guerra será suspenso por 60 dias quando retornar à Câmara de Vereadores de Caxias

Vereadores derrubaram parecer e acataram proposta de penalidade a irmão do prefeito e atual chefe de Gabinete

Chico Guerra será suspenso por 60 dias quando retornar à Câmara de Vereadores de Caxias Lucas Amorelli/Agencia RBS
Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

Em ato contínuo à derrubada do parecer arquivamento do chamado caso do "corretivo", a Câmara de Vereadores acatou a proposta de penalização do vereador licenciado e atual chefe de gabinete — e irmão do prefeito Daniel Guerra (PRB) — Chico Guerra na sessão ordinária desta terça-feira (23). Por unanimidade, os 18 vereadores presentes no plenário decidiram pelo afastamento de Chico, que deve ser aplicado quando ele retornar à Câmara de Vereadores.

Leia mais:
Vereadores de Caxias derrubam parecer pelo arquivamento do caso do "corretivo" envolvendo chefe de gabinete e líder comunitário 

Os vereadores Arlindo Bandeira (PP),  Edi Carlos Pereira  de Souza (PSB), Elisandro Fiuza (PRB) e Renato Nunes (PR), se ausentaram no momento da votação. Os quatro parlamentares haviam votado favoráveis ao arquivamento do caso, em posição que acatava, portanto, parecer da Comissão de Ética. 

O caso

 O processo é resultante das ameaças feitas ao presidente do bairro Cânyon, Marciano Corrêa da Silva, em conversas com o ex-coordenador de Relações Comunitárias Rafael Bado, divulgadas na Câmara pelo vereador Rafael Bueno (PDT). O irmão do prefeito falava em aplicar um "corretivo" no líder comunitário e colocá-lo na "lista negra" do governo.  

Leia também
Após sessão tumultuada, Câmara de Bento aprova redução no fundo de servidores aposentados 
Vereador sugere instalação de posto da Guarda Municipal no antigo prédio do INSS de Caxias 
Prefeito de Caxias do Sul entra com ação na Justiça contra o vereador Rafael Bueno


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros