Saiba quem são e quanto ganham os CCs de deputados da Serra  - Política - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Assembleia Legislativa13/06/2019 | 21h46Atualizada em 14/06/2019 | 10h08

Saiba quem são e quanto ganham os CCs de deputados da Serra 

Dados foram obtidos pelo Pioneiro via Lei de Acesso à Informação (LAI)

Saiba quem são e quanto ganham os CCs de deputados da Serra  Fernando Gomes/Agencia RBS
Foto: Fernando Gomes / Agencia RBS

O pagamento de salário, mais benefícios como vale refeição, auxílio creche e auxílio especial, para os 65 cargos em comissão (CCs) dos cinco deputados estaduais da Serra deve custar R$ 5.705.600,28 em 2019. Por mês, o gasto é de R$ 475.466,69. Os valores correspondem à soma dos vencimentos e auxílios aos CCs de Carlos Búrigo (MDB), Elton Weber (PSB), Fran Somensi (PRB), Neri, O Carteiro (Solidariedade) e Pepe Vargas (PT) – eleitos no ano passado ou, no caso de Búrigo, como suplente.

As informações foram obtidas pelo Pioneiro por meio de pedido feito via Lei de Acesso à Informação (LAI). O relatório disponibilizado apresenta a situação referente ao exercício das atividades dos CCs em 30 de abril. O quadro pode ter sofrido alguma alteração desde então.

A Assembleia é composta por 55 deputados. Por lei, cada parlamentar pode nomear até 17 cargos de confiança (CCs) por gabinete e dispõe de R$ 74.592,48 para custear os vencimentos dos assessores. O valor dessa verba considera apenas o somatório do vencimento básico dos CCs, sem incluir os auxílios. Em dezembro, o valor dobra para o pagamento de 13° salário. O salário mensal de um deputado é de R$ 25.322,25.

Com gasto acima dos R$ 100 mil mensais estão os gabinetes de Pepe e Búrigo – o valor superior aos R$ 74 mil previstos se dá pela inclusão dos auxílios. O petista tem o maior número de assessores – são 16, e o total custa R$ 123.056,58 por mês. O maior vencimento é do chefe de gabinete, Gerson Luis Ben, no valor de R$ 16.382,66 (salário mais auxílios). Depois, aparece o gabinete de Búrigo com 13 cargos em comissão e um custo de R$ 110.259,60 mensais. O maior salário do gabinete é de Elton Luiz Fontana com R$ 22.654,40.

Deputado reeleito de Nova Petrópolis, Weber conta com 14 assessores, e o custo dos vencimentos de seu gabinete é de R$ 90.687,33. O chefe de gabinete Airton José Hochscheid tem o maior salário, no valor de R$ 16.744,12. Weber conquistou um total de 55.645 votos – desses, 1.408 votos em Caxias. 

A estreante Fran Somensi (PRB) conta com o menor número de CCs entre os cinco parlamentares da Serra – são nove. Entretanto, o assessor da deputada Anderson Barros de Oliveira está lotado no gabinete do partido. Ao todo, portanto, ela conta com 10 CCs. Os vencimentos somam R$ 78.943,58. O maior salário é do chefe de gabinete Robinson Silva de Castro, no valor de R$ 16.427,07. A deputada de Farroupilha elegeu-se com 15.404 votos. Em Caxias, conquistou 1.260 votos.

O deputado Neri, O Carteiro (Solidariedade) tem o gabinete com o menor custo. Seu gabinete gasta R$ 72.519,60 com os cargos em comissão. Ele tem 13 assessores lotados em gabinete e mais dois CCs no da bancada do partido. Neri é o único deputado estadual do seu partido. O maior salário é do chefe de gabinete Alexandre Lovatto, com R$ 16.836. Na bancada do Solidariedade, estão lotados dois nomes indicados por Neri: o coordenador-geral Marcio Tadeu Amaral, presidente da sigla em Caxias, com vencimento de R$ 18.764,25, e a assessora Cristiane de Matos, que recebe R$ 8.194,72.

Foto: Arte Pioneiro

Leia também:
Presidente Jair Bolsonaro pede desculpas a Maria do Rosário
Câmara aprova obrigatoriedade de publicação de informações de servidores no Diário Oficial
Prefeitura de Caxias terá de responder questões sobre a Guarda Municipal


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros