Em prestação de contas, Chico Guerra dá poucas perspectivas de benefícios concretos para Caxias após viagens - Política - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Explicações18/06/2019 | 12h27Atualizada em 18/06/2019 | 16h24

Em prestação de contas, Chico Guerra dá poucas perspectivas de benefícios concretos para Caxias após viagens

Chefe de gabinete foi convocado por vereadores para prestar esclarecimentos de viagens que realizou neste ano

Em prestação de contas, Chico Guerra dá poucas perspectivas de benefícios concretos para Caxias após viagens Gabriela Bento Alves / Câmara de Vereadores/Câmara de Vereadores
Foto: Gabriela Bento Alves / Câmara de Vereadores / Câmara de Vereadores

O chefe de Gabinete e irmão do prefeito Daniel Guerra, Chico Guerra (PRB), prestou contas ao Legislativo sobre viagens que fez pelo Executivo entre março e junho deste ano. Os esclarecimentos foram feitos durante sessão desta terça-feira (18) após convocação da Câmara de Vereadores proposta pelo parlamentar Rodrigo Beltrão (PT).

Leia mais:
A hora das explicações

Por 20 minutos, Chico Guerra leu um texto em plenário no qual descreveu o roteiro das viagens, especialmente a feita para a Itália, entre os dias 24 de março e 10 de abril. No pronunciamento, o chefe de Gabinete exaltou o pacto de amizade assinado entre Caxias do Sul e o município italiano de Corbola. Em todas as viagens institucionais, Chico enfatizou que foram entregues kits de divulgação do município, que continha marcadores de páginas, cartões postais e catálogo com roteiros turísticos de Caxias.

Após o discurso, Chico foi questionado sobre quais seriam os benefícios prospectados pelo município após as visitas. Vereadores cobraram detalhamento de retornos concretos que as viagens renderam ou projetaram a Caxias.

Chico, no entanto, se limitou a dizer que os resultados devem surgir "naturalmente".

— Primeiro se cria um caminho, se não criar essa ponte, não se consegue vínculo nenhum. Primeiro se constrói o contato e depois as coisas surgem naturalmente se realizam. Vários benefícios virão — garantiu o chefe de Gabinete.

Quando questionado sobre quais características teriam aproximado Caxias da cidade de Corbola, que possui menos de 3  mil habitantes, Chico destacou supostas similaridades de influência étnica.

— Tem muitas coisas em comum, muita semelhança. Lá, o trabalhador não tem medo de acordar cedo e dormir tarde. Todo quintal tem plantação. Muita coisa em comum — comentou Chico.

O chefe de Gabinete não respondeu o questionamento do motivo de representar o Executivo em eventos de cunho técnico ou setorial. 

Após a prestação de contas, vereadores lamentaram a participação de Chico. Alberto Meneguzzi (PSB) sugeriu que deve acionar Ministério Público e Tribunal de Contas para cobrar maiores esclarecimentos.

—  Se a nossa bancada não fizer, eu me prontifico a levar esse documento ao Ministério Público e ao Tribunal de Contas. A prestação de contas do Chico Guerra foi patética. R$ 21 mil de despesa e nenhum questionamento foi respondido — criticou o socialista.

Leia também
Ex-prefeito de Caxias chama Daniel Guerra de mentiroso
Fabiano Feltrin pode concorrer a prefeito de Farroupilha no ano que vem


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros