Projeto de Daniel Guerra contra ideologia de gênero expõe divisão dos oposicionistas - Política - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Mirante17/05/2019 | 07h00Atualizada em 17/05/2019 | 16h05

Projeto de Daniel Guerra contra ideologia de gênero expõe divisão dos oposicionistas

Elói Frizzo disse que voto a favor do projeto envergonharia a Câmara, mas Edson da Rosa e Adiló Didomenico foram contra o arquivamento

Projeto de Daniel Guerra contra ideologia de gênero expõe divisão dos oposicionistas Câmara de Vereadores/Reprodução
Sessão da Câmara de Vereadores em que foi aprovado parecer pelo arquivamento do projeto Foto: Câmara de Vereadores / Reprodução

O projeto contra ideologia de gênero nas escolas municipais, sob a ótica do prefeito Daniel Guerra (PRB), foi arquivado, como era previsto, mesmo assim a votação desta quinta-feira teve dissonância entre a oposição. Chamaram atenção os votos de oposicionistas que fizeram coro à visão do prefeito. Um deles foi Edson da Rosa (MDB), ex-secretário municipal de Educação. O outro foi Adiló Didomenico (PTB), que costuma fazer fortes críticas ao governo e deverá ser candidato a prefeito.

Leia mais  
Projeto do prefeito Daniel Guerra sobre ideologia de gênero nas escolas de Caxias é arquivado

No caso de Edson, não é exatamente uma surpresa, afinal, foi dele, por exemplo, a iniciativa da moção de repúdio a um livro em 2017 (Queermuseu: cartografias da diferença na arte brasileira). Edson preside a Comissão de Educação na Câmara. 

Além desses, naturalmente o governo teve o voto dos governistas, o líder Elisandro Fiuza (PRB) e Renato Nunes (PR). Ricardo Daneluz (PDT), por sua vez, nem se mostrou. Ele se mandou. Não ficou para a votação. 

O vereador Elói Frizzo (PSB) fez um chamado para Adiló, antes da votação do parecer pelo arquivamento. Definindo o projeto como vergonhoso, disse que era uma posição pessoal do prefeito, chamando-o de direitoso, fascista e nazista. E com o projeto em mãos, olhando para Adiló, disse:

— Vereador Adiló, sei a sua posição, mas se o senhor quiser ser candidato a prefeito, por favor não vote num projeto como esse. Isso aqui envergonha essa Casa, envergonha Caxias, envergonha a nossa cidade. É uma coisa nojenta esse projeto.

Frizzo fez uma fala crítica que ressoa especialmente aos oposicionistas que compactuam com o pensamento do prefeito.

— O vereador que votar favorável a esse projeto vai envergonhar essa Casa.

Mais adiante, ressaltou que o projeto estabelece censura prévia e quem vai ser seu censor.

Nem Adiló, nem Edson se manifestaram.

O que se percebe é a divisão no grupo que integrava a coligação de Edson Néspolo (PDT) em 2016, resultado das eleições que vêm por aí. Quem lucra é Daniel Guerra e a provável disputa à reeleição.

Leia também
Veja os 32 questionamentos dos vereadores de Caxias do Sul sobre a Festa da Uva 2019   
Vereador de Caxias pede explicações sobre pesquisa de revitalização da Praça Dante Alighieri 
Vereador cita "os dez sem", sobre deficiências no governo Daniel Guerra


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros