PRB se reúne com prefeito Daniel Guerra para discutir candidatura à reeleição depois de julho - Política - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Mirante18/05/2019 | 08h30Atualizada em 18/05/2019 | 08h48

PRB se reúne com prefeito Daniel Guerra para discutir candidatura à reeleição depois de julho

"O endosso partidário ele já tem, mas a questão da vontade é uma situação muito particularizada e só ele poderá decidir", diz o presidente do partido

PRB se reúne com prefeito Daniel Guerra para discutir candidatura à reeleição depois de julho Lucas Amorelli/Agencia RBS
Daniel Guerra entende que o momento ainda não é de definições, segundo o presidente do PRB caxiense Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

O PRB ainda não tem um posicionamento do prefeito de Caxias do Sul, Daniel Guerra, sobre ele disputar ou não a reeleição no próximo ano.  A afirmação é do presidente do partido, Heron Fagundes. Ele reforça, porém, que Guerra é o nome para concorrer a prefeito. A menos que não queira. 

Não foi estabelecido um prazo pelo partido para que Guerra oficialize sua intenção. A tendência é de que depois de julho a Executiva municipal, o prefeito e o deputado federal e presidente do PRB no Estado, Carlos Gomes, se reúnam para definir um prazo. Heron diz que conversou com Guerra, mas "ele não foi pontual na sua resposta de ir ou não".  

— Guerra entende que o momento ainda não é de definições, pelo menos para ele — afirma. 

E prossegue:

— Na minha visão, concorrer a um pleito municipal tem que ter o endosso partidário e vontade do candidato. O endosso partidário ele já tem, mas a questão da vontade é uma situação muito particularizada e que só ele poderá decidir — diz o presidente do PRB.

Plano B 

O partido não fala em outro nome até que Guerra decida se estará na disputa por um segundo mandato.  

— Internamente, não amadurecemos essa possibilidade — frisa Heron.

Ele diz que o partido tem possibilidades de traçar um plano B, mas somente a partir de uma decisão oficial de Guerra de não concorrer.

Heron acredita que, caso Guerra comece a sinalizar com mais vigor a possibilidade de não concorrer, haverá forte pressão de filiados e de simpatizantes, com o passar dos meses, para que ele esteja na disputa à reeleição.

Nesta semana, o presidente do Patriota (antigo PEN), João Dreher, integrante da coligação que elegeu Guerra, foi bem claro. Ele afirmou ao Pioneiro que o prefeito é o candidato que seu partido irá apoiar em 2020. 

— Entendo que entre o desejo do Dreher e o querer do Guerra exista uma distância que não se pode mensurar neste momento — observa o presidente do partido do prefeito.

Leia também  
Vereador que faltou à votação era a favor do projeto de Daniel Guerra contra ideologia de gênero nas escolas
Projeto de Daniel Guerra contra ideologia de gênero expõe divisão dos oposicionistas
Vereador cita "os dez sem", sobre deficiências no governo Daniel Guerra

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros