Governador volta a defender a privatização da ERS-122, em Farroupilha - Política - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Infraestrutura26/05/2019 | 19h52Atualizada em 26/05/2019 | 19h52

Governador volta a defender a privatização da ERS-122, em Farroupilha

Eduardo Leite participou neste domingo de missa campal no Santuário de Caravaggio

Governador volta a defender a privatização da ERS-122, em Farroupilha Antonio Valiente/Agencia RBS
Foto: Antonio Valiente / Agencia RBS

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), participou das celebrações da 140ª Romaria de Caravaggio na manhã deste domingo (26). Ele esteve acompanhado dos deputado estaduais, Neri, O Carteiro (Solidariedade) e Fran Somensi (PRB), além do prefeito de Farroupilha, Claiton Gonçalves (PDT). Leite participou da missa campal, que ocorreu na área externa do Santuário, entre às 10h30min e às 12h.

_É um local de fé e devoção no qual a gente alimenta a alma, recupera as energias e, claro, coloca intenções nessa missão tão grande que temos de ajudar nosso Estado a superar as dificuldades de recursos _ afirmou o governador após a celebração.

Durante a breve coletiva concedida após a celebração religiosa, o governador ainda falou sobre a intenção de modernizar a máquina pública, viabilizando investimentos por meio de parcerias com o setor privado que, de acordo com ele, qualifiquem a infraestrutura. Leite voltou a defender a concessão da ERS-122.

_Entramos no governo com atraso de pagamento à empresa que fornecia o asfalto. Isso gerou falta de fornecimento, gerou dificuldade de manutenção e prejudicou mais as estradas. Depois de ter resolvido questão da saúde, que era absoluta prioridade, estamos ajustando recursos que serão utilizados para operações emergenciais e solução definitiva virá com a concessão ao setor privado da (ERS) 122. Entendemos que essa estrada precisa estar com a iniciativa privada, para que a gente possa ter esse investimento, à semelhança do que vamos fazer com a (ERS) 324 e 287, cujas licitações devem ir pras ruas nos próximos meses, para viabilizar investimentos que vão, não só qualificar para não ter mais buracos, como pra viabilizar duplicações nessas estradas no médio e longo prazo_ afirmou Leite.

Questionado a respeito da Educação, ele afirmou que o governo ainda organiza o reenquadramento de professores nas escolas da rede para que depois sejam identificadas as escolas que ainda demandarem de efetivo nas disciplinas.

Leia também:
Manifestantes defendem Governo Bolsonaro em Caxias do Sul
Apoio a medidas do Governo Bolsonaro pauta ato em Caxias
Câmara de Vereadores de Caxias realiza painéis sobre Plano Diretor


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros