Movimento pede a expulsão de vereador de Caxias do Sul Ricardo Daneluz - Política - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Partido 22/04/2019 | 19h07Atualizada em 22/04/2019 | 19h07

Movimento pede a expulsão de vereador de Caxias do Sul Ricardo Daneluz

Grupo pedetista não concorda com a extinção do passe livre do transporte coletivo

Movimento pede a expulsão de vereador de Caxias do Sul Ricardo Daneluz Alessandra Perez/Divulgação
Foto: Alessandra Perez / Divulgação

O Movimento Comunitário Trabalhista (MCT) do Rio Grande do Sul vai encaminhar à Comissão de Ética do diretório estadual do PDT o pedido de expulsão do vereador de Caxias do Sul, Ricardo Daneluz. O motivo é o projeto protocolado no início de fevereiro deste ano que propõe a extinção do passe livre do transporte coletivo no último domingo de cada mês. A proposta produziu uma crise interna no PDT caxiense. A decisão foi tomada durante reunião do movimento estadual realizada no dia 13 de abril e deve ser oficializada nesta semana.

Leia mais:
PDT apresentará emendas ao projeto que propõe o fim do passe livre nos ônibus em Caxias
Vereador protocola projeto para acabar com o passe livre em Caxias
Projeto do vereador Ricardo Daneluz gera nova crise no PDT de Caxias do Sul
UAB de Caxias se posiciona sobre projeto que retira passe-livre dos ônibus
Entidades apoiam projeto que propõe a extinção do passe-livre nos ônibus de Caxias do Sul
Maioria dos vereadores não decidiu se é a favor ou contra o fim do passe livre 

_ Estamos contrariados quanto ao encaminhamento do vereador sobre o fim do passe livre. Estamos pedindo que a Comissão de Ética do partido avalie essa situação _ afirmou o presidente do MCT estadual, Jorge Silva.

Com o receio de o partido carimbar uma matéria que retira direitos dos trabalhadores, o MCT trata de pedir a exclusão de Daneluz das fileiras da sigla trabalhista. Há cerca de 15 dias, Daneluz defendeu a tramitação do projeto durante reunião mensal do PDT caxiense. Nem mesmo a forte pressão dos movimentos internos do partido convenceu o vereador a retirar o projeto que atualmente tramita da Comissão de Constituição, Justiça e Legislação da Câmara Municipal.

Na ocasião, a Executiva caxiense decidiu apresentar um documento com sugestões de emendas ao projeto. O documento deve ter cinco propostas e será entregue à bancada do partido na Câmara.

Em Caxias do Sul, movimentos internos, chamados "órgãos de ponta" da sigla, assinaram em fevereiro uma nota pedindo "à bancada do PDT na Câmara que solicite ao excelentíssimo vereador Ricardo Daneluz a retirada do projeto". A soliticação à Comissão de Ética do PDT estadual conta com o apoio do presidente MCT nacional, Jordaci Matos.  

Procurado para comentar o assunto, Daneluz disse que ficou surpreso com a decisão.

_Não estava esperando isso. Porém, diversas vezes movimentos do partido já falavam para a imprensa que pediriam a minha expulsão. Estou tranquilo. Com a consciência tranquila, tenho buscado fazer o melhor para o município de Caxias do Sul.

Leia também:
TJ barra tentativa de prefeitura de Gramado em recurso sobre contratação de parentes
"O que fiz em Caxias, posso fazer em nível Brasil", afirma novo secretário Nacional do Esporte
Prefeito de Caxias Daniel Guerra protocola projeto do uniforme e kit escolar



 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros