O que está previsto para a primeira sessão ordinária da Câmara de Caxias de 2019 - Política - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Legislativo04/02/2019 | 20h46Atualizada em 04/02/2019 | 20h46

O que está previsto para a primeira sessão ordinária da Câmara de Caxias de 2019

Pedido de impeachment do prefeito de Caxias será votado nesta terça

O que está previsto para a primeira sessão ordinária da Câmara de Caxias de 2019 Felipe Nyland/Agencia RBS
Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS

A sessão desta terça-feira da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul começa às 8h30min e promete ser longa. Por conta das posses de dois novos vereadores e da votação do pedido de impeachment do prefeito Daniel Guerra, ela pode durar mais de sete horas. O tempo regimental é de três horas. 

Leia mais
Votação do pedido de impeachment do prefeito de Caxias do Sul é nesta terça

Veja como será a sessão:

1. Primeiro, será lido o requerimento de renúncia do vereador Neri, o Carteiro (Solidariedade), que já foi empossado deputado estadual na semana passada. Também será feita a leitura da convocação de Tatiane Frizzo para substituí-lo. Ela, então, toma posse. 

2. Em seguida, é lido o requerimento de licença do vereador Chico Guerra (PRB) que assumiu a Chefia de Gabinete da prefeitura na última sexta-feira. A convocação de Tibiriçá Maineri (PRB) é lida. Ele é empossado. 

3. Na sequência, o prefeito Daniel Guerra (PRB) faz seu pronunciamento da tribuna, apresentando as propostas administrativas para o ano de 2019.

4. Após a manifestação de Guerra, o presidente Flavio Cassina abre o espaço chamado de Pequenas Comunicações.

5. Em seguida, inicia-se o Grande Expediente, espaço em que vereadores podem discursar da tribuna. Estão inscritos para a sessão os vereadores Flavio Cassina e Gládis Frizzo (MDB). 

6. Após o Grande Expediente, começa a Ordem do Dia. A primeira matéria a ser analisada é o pedido de impeachment do prefeito. Os vereadores deverão votar pelo acolhimento ou não da denúncia. Este item inclui a leitura de todo o pedido elaborado pelo vice-prefeito Ricardo Fabris de Abreu. São cerca de 200 páginas. 

7. Há ainda um segundo documento a ser votado na sessão. É um pedido de informações de autoria do vereador Rafael Bueno (PDT) sobre atendimentos feitos pela Fundação de Assistência Social (FAS). 

A sessão será transmitida, ao vivo, pela TV Câmara no canal 16 da NET ou pelo site camaracaxias.rs.gov.br. 

Leia também
Primeiro vereador surdo da história da Câmara de Caxias toma posse nesta terça-feira
Carlos Búrigo toma posse na Assembleia nesta terça-feira
"Não me considero oposição e nem base do governo", afirma nova vereadora titular de Caxias 


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros