"Não há por que fazer defesa de uma administração que tem sido reconhecida nacionalmente", afirma prefeito Daniel Guerra  - Política - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Votação do impeachment05/02/2019 | 10h37Atualizada em 05/02/2019 | 15h01

"Não há por que fazer defesa de uma administração que tem sido reconhecida nacionalmente", afirma prefeito Daniel Guerra 

Em reabertura de atividades legislativas, prefeito disse esperar que vereadores debatam sobre cidade e não assuntos "de ordem politiqueira"

"Não há por que fazer defesa de uma administração que tem sido reconhecida nacionalmente", afirma prefeito Daniel Guerra  Felipe Nyland/Agencia RBS
Guerra esteve na abertura do ano legislativo na Câmara nesta terça-feira Foto: Felipe Nyland / Agencia RBS
Pioneiro
Pioneiro

A abertura do ano legislativo, na manhã desta terça-feira, em Caxias do Sul foi movimentada. Além da votação da admissibilidade do pedido de impeachment do chefe do Executivo, Daniel Guerra (PRB), a sessão contou com a presença do próprio prefeito. Antes da sua manifestação oficial no plenário, prevista na Lei Orgânica, ele falou com jornalistas. 

Leia mais
Confira o que diz a denúncia contra o prefeito de Caxias do Sul
Elói Frizzo deve pedir adiamento da votação do impeachment do prefeito de Caxias 

Questionado sobre que postura a administração tem para confrontar o pedido, o prefeito alegou a atuação da gestão e disse não haver necessidade de defesa para uma gestão que visa "fazer o que é certo".

— Não há por que fazer defesa daquilo que é atitude da administração em fazer o que é certo, fazer o que é legal, o que é correto. O que espera a população de Caxias do Sul em sua grande maioria é que tudo seja feito dentro da lei, dentro do interesse público e dentro do que é melhor para todos na cidade. Não há porque se defender de uma administração que tem sido pautada e reconhecida nacionalmente como séria — afirmou Guerra.

O prefeito também ressaltou expectativas quanto à postura dos vereadores diante do novo ano legislativo:

— Esperamos que foco desta casa seja o interesse da cidade, que a pauta seja Caxias e não distrações de ordem politiqueira.

Polêmica por nomeação de irmão

Daniel Guerra também respondeu a questionamentos sobre recente e polêmica nomeação do irmão Chico Guerra (PRB) para a titularidade da chefia de gabinete. Ele negou que a nomeação contrarie seu discurso de campanha. 

— Nós nomeamos uma pessoa competente. O fato de ser amigo, irmão, conhecido não é critério e não se nomeia por esse critério. O critério é reconhecer pessoas que demonstram capacidade técnica de exercer as funções do Executivo — defendeu.

Leia também
O que está previsto para a primeira sessão ordinária da Câmara de Caxias de 2019
Votação do pedido de impeachment do prefeito de Caxias do Sul é nesta terça



 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros