Governador do RS afirma que não há como destinar R$ 30 milhões para reforma do Cristóvão de Mendoza, em Caxias - Política - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Política22/02/2019 | 08h34Atualizada em 22/02/2019 | 12h11

Governador do RS afirma que não há como destinar R$ 30 milhões para reforma do Cristóvão de Mendoza, em Caxias

Eduardo Leite foi cobrado pelo representante do conselho escolar, Álvaro Kerwald, na manhã desta sexta

Governador do RS afirma que não há como destinar R$ 30 milhões para reforma do Cristóvão de Mendoza, em Caxias Juliana Bevilaqua / agência RBS/agência RBS
Álvaro Kerwald, do conselho escolar do Cristóvão, cobrando uma visita do governador ao colégio Foto: Juliana Bevilaqua / agência RBS / agência RBS

O governador Eduardo Leite (PSDB) foi cobrado, na manhã desta sexta-feira, quando chegava à CIC para palestra, para que visite o Instituto Estadual de Educação Cristóvão de Mendoza. Álvaro Kerwald, representante do conselho escolar do Instituto, conversou com o governador para que ele destine atenção especial ao colégio. Leite disse que não poderia visitar o Cristóvão nesta sexta, mas que estará na escola em outra data. O governador também disse que não há como o governo destinar R$ 30 milhões para a reforma do Cristóvão e solicitou ao secretário de Educação, Faisal Karam, que veja quais são as urgências da escola.

 A licitação para as obras de quase R$ 30 milhões chegou a ser lançada, mas foi suspensa por causa do decreto de contingenciamento de recursos do Governo do Estado. Além de intervenções na estrutura atual, que sofre com rachaduras, goteiras e outros problemas, previa a ampliação do prédio.

A reforma do Cristóvão de Mendoza é uma promessa desde 2012, quando foi incluída no Plano de Necessidades de Obras. Sem saírem do papel, as intervenções voltaram a ser uma promessa em 2016. Estudantes fizeram a ocupação do prédio durante uma mobilização nacional e a liberação do prédio ficou condicionada ao início de obras com conclusão em 2017. O acordo foi firmado com auxílio do Ministério Público. No entanto, mais uma vez, nada aconteceu e o prédio continuou se deteriorando. As alegações do Governo do Estado para o atraso foram entraves burocráticos até que, no ano passado, a licitação foi lançada, mas acabou suspensa antes da conclusão. 

Eduardo Leite está em Caxias para a abertura da Festa Nacional da Uva. A cerimônia ocorre às 11h, no Pavilhão Nostra Itàlia (Centro de Eventos). Ele está acompanhado do vice-governador Ranolfo Vieira Júnior. 

Mas antes, Leite irá palestrar para empresários na Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC) de Caxias, às 8h. O café da manhã com o governador tem previsão de duração de duas horas. Ele falará sobre metas e desafios para o Rio Grande do Sul. 

Essa é a primeira vez que Eduardo Leite participa da Festa da Uva na condição de governador. 

Leia também
Vereador de Caxias sugere criação de frente parlamentar para debater Reforma da Previdência
Aprovado projeto que prevê atendimento prioritário em Caxias para pessoas com diabetes
Câmara de Bento Gonçalves passa a controlar por ponto eletrônico horário de trabalho de CCs

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros