Prefeitura de Caxias proíbe visitação de escolas à Câmara de Vereadores por conta de exposição com nudez - Política - Pioneiro

Versão mobile

 

Polêmica21/11/2018 | 10h32Atualizada em 21/11/2018 | 11h55

Prefeitura de Caxias proíbe visitação de escolas à Câmara de Vereadores por conta de exposição com nudez

Exposição de artista caxiense Rafael Dambros faz uma releitura de santos católicos utilizando a nudez como forma de expressão simbólica 

Prefeitura de Caxias proíbe visitação de escolas à Câmara de Vereadores por conta de exposição com nudez  Juli Hoff/Divulgação
Foto: Juli Hoff / Divulgação

A prefeitura de Caxias do Sul determinou que as visitações de escolas da rede municipal de ensino à Câmara de Vereadores estão suspensas até o dia 30 de novembro. A proibição da circulação de alunos da rede municipal no prédio do Legislativo – motivo de polêmica nas redes sociais nesta terça-feira (21) – ocorre por conta da exposição Santificados, que está em cartaz desde  a última quinta-feira (15) no Espaço Cultural Mário Crosa, no subsolo do prédio. Em março, a exposição já havia sido cancelada no Centro de Cultura Ordovás, mantido pela prefeitura. A mostra do artista caxiense Rafael Dambros traz 20 trabalhos que utilizam a nudez como base para uma releitura de santos da igreja católica.    

Leia mais
Prefeitura de Caxias do Sul lança edital do Financiarte com verba quatro vezes menor que a de 2017

A prefeitura afirmou que as obras foram alvo de reclamações de pais de alunos devido à maneira como os personagens foram retratados pelo artista. O prefeito Daniel Guerra, afirmou que 'repudia' o conteúdo mostrado na exposição, que considera ‘inadequado’ para crianças.  

 — Tivemos estudantes de nove, dez anos expostos a isso e nos causa estranheza, inclusive, a falta de zelo da Câmara de Vereadores. Apenas exerceremos o dever que temos de preservar nossos estudantes – afirma o prefeito em nota oficial.  

A Câmara de Vereadores, por meio  da assessoria de imprensa, informou que não é sua atribuição 'cercear' as exposições que são realizadas no prédio. De acordo com a manifestação oficial do Legislativo, não existe arbitrariedade a respeito do mérito das obras de arte que integram o espaço, 'pois sedia de forma democrática' quaisquer obras que venham a solicitar a cedência do prédio para exposições. Ao longo de 2018, o Espaço Mário Crosa abrigou 20 exposições de diversos enfoques.   

Para o autor das obras, Rafael Dambros, a manifestação do prefeito não causa surpresa. Ele considera o discurso da prefeitura embasado em uma postura conservadora que não deveria existir por parte do poder público:

— É um discurso moralista. A exposição é resultado de uma pesquisa de três anos junto a referências de imagens e textos bíblicos. Selecionei alguns da iconografia católica, como São Francisco, São Roque e Santa Verônica, fazendo uma releitura mais contemporânea desses ícones. A nudez não é sexual, muito menos de corpo, é uma nudez da verdade. Quando trabalhamos com imagem, utilizamos signos que remetem a essa interpretação – salienta Dambros.  

GauchaZH tentou contato com a secretária da Educação, Marina Matiello, mas ela esteve indisponível até o final da manhã desta terça-feira. Em março deste ano, a exposição Santificados já tinha sido alvo de polêmica por ter sido cancelada pela prefeitura no Centro de Cultura Ordovás. Na oportunidade, o município informou que o espaço foi fechado por conta da manutenção preventiva no transformador de energia do local. A exposição jamais  foi reagendada no mesmo local. Após o episódio, a mostra já foi realizada no Museu dos Capuchinhos e no Campus 8 da UCS.

Leia também
Idosos que recebem o BPC devem entrar no Cadastro Único até dezembro
Gramado terá abastecimento de água interrompido para obras 
Voluntários programam festas para deixar o Natal mais alegre em Caxias

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros