Mirante: Washington assume nesta terça na Câmara dos Deputados - Política - Pioneiro

Versão mobile

 

Opinião06/11/2018 | 07h30Atualizada em 06/11/2018 | 10h24

Mirante: Washington assume nesta terça na Câmara dos Deputados

Washington, do PDT, assume na vaga de Onyx, do DEM

Mirante: Washington assume nesta terça na Câmara dos Deputados Luiz Carlos Erbes/Divulgação
Foto: Luiz Carlos Erbes / Divulgação

O ex-vereador Washington Stecanela Cerqueira (PDT) foi pego de surpresa com a convocação para assumir o cargo de deputado federal no lugar de Onyx Lorenzoni (DEM), futuro chefe da Casa Civil e nomeado ministro extraordinário da transição. Ele se encontrou com Onyx rapidamente na tarde de ontem na Câmara. O ex-jogador deverá tomar posse hoje, durante a sessão do plenário da Casa. 

Embora esteja morando em Aracaju (SE), onde atua como dirigente do Itabaiana, clube de futebol daquele Estado, Caxias do Sul é o berço político do agora deputado, cidade onde ele foi vereador, secretário de Esporte e Lazer e que deu a ele a ampla maioria de seus 33.294 votos obtidos em 2014 para a Câmara Federal. Sua votação em Caxias foi de 21.220 votos.

O mandato-tampão é curto, até o fim de janeiro, quando acabará a atual legislatura. Mas, neste período, Caxias voltará a contar com dois deputados federais em Brasília. Washington se juntará a Gilberto Pepe Vargas (PT). Mauro Pereira (MDB), que exerceu mandato por cerca de três anos e dois meses, deixou a Câmara quando os ex-secretários do Governo Sartori Giovani Feltes e Márcio Biolchi reassumiram seus mandatos, em abril.

Washington, do PDT, assume na vaga de Onyx, do DEM, porque havia uma coligação nas eleições proporcionais à Câmara em 2014 que reunia cinco partidos: PDT, PSC, PEN, PV e DEM.

Alinhado a Bolsonaro

Aos 43 anos, Washington afirmou que estará alinhado às pautas defendidas pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) na Câmara.

— Eu tenho a minha linha de conduta e de pensamento e é com ela que eu vou seguir. Essa minha linha provavelmente será alinhada com o presidente, sim — afirmou.

Na contramão do PDT

O PDT é oposição declarada a Jair Bolsonaro. Durante a campanha eleitoral, apesar do apoio crítico a Fernando Haddad, candidato do PT à Presidência da República, o partido chegou a ameaçar com punição os filiados que chamassem voto para Bolsonaro.

Assim, Washington vai na contramão da posição do partido, mas disse não temer atrito com a cúpula nacional.

— Acho que não, até porque não teremos muito tempo. Quero dar continuidade ao trabalho do deputado Onyx, mas também vou seguir a minha linha de pensamento — disse.

O novo deputado afirmou que priorizará pautas ligadas ao esporte, à saúde e à segurança.

Leia também
Festa da Uva divulga atrações da primeira semana de evento e inicia venda de ingressos
Mirante: partidos caxienses e o novo cenário
Quem são os representantes políticos de Eduardo Leite na Serra


 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros