Mirante: UAB repudia parecer pelo arquivamento do processo contra vereador Chico Guerra - Política - Pioneiro

Versão mobile

 

Caso do "corretivo"19/11/2018 | 14h30Atualizada em 19/11/2018 | 14h30

Mirante: UAB repudia parecer pelo arquivamento do processo contra vereador Chico Guerra

Em nota, entidade diz que Edi Carlos Pereira de Souza (PSB) se une ao governo para atendimento às suas demandas

Mirante: UAB repudia parecer pelo arquivamento do processo contra vereador Chico Guerra Diogo Sallaberry/Agencia RBS
UAB lamenta parecer de Edi Carlos (E), favorável ao líder do governo Chico Guerra (D) Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

A União das Associações de Bairros (UAB) manifesta repúdio ao parecer do relator da Subcomissão de Ética Parlamentar da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul, Edi Carlos Pereira de Souza (PSB), pedindo o arquivamento do processo administrativo disciplinar contra o líder do governo, Chico Guerra (PRB). O processo refere-se ao "corretivo" sugerido por Chico ao presidente da Associação de Moradores do Bairro Cânyon, Marciano Correa da Silva, em conversa com o ex-coordenador de Relações Comunitárias, Rafael Bado.

Leia mais  
Mirante: parecer por arquivamento de processo contra Chico Guerra tem divergência
Mirante: relator pede arquivamento do processo contra líder do governo na Câmara de Caxias

Em nota, a UAB diz que as falas do líder de governo são graves, expressam retaliação de pessoas que cobram soluções do governo, em especial os comunitaristas. A entidade declara que sente-se agredida pelas falas desferidas por Chico Guerra no áudio e que esperava um parecer solicitando alguma forma de punição.

A justificativa para o parecer _ a imunidade dos vereadores _ , entende a UAB, demonstra que somente por ser vereador pode fazer tudo e falar qualquer coisa, inclusive afirmar que quem faz críticas e oposição ao governo deve ser colocado em lista negra.

A UAB lamenta o posicionamento de Edi Carlos, dizendo que era considerado um líder comunitário na sua região.

"Para suas demandas serem atendidas, une-se ao governo que faz retaliação a quem cobra essas demandas ou posiciona-se como oposição", diz o texto.

Leia também  
Mirante: diárias de Guerra, Sartori e Alceu são questionadas
Mirante: Flavio Cassina deverá ser o presidente da Câmara de Caxias em 2019 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros