Mirante: Prefeitura de Caxias do Sul optou pelo obstáculo à Parada Livre - Política - Pioneiro

Versão mobile

 

Opinião26/11/2018 | 07h00Atualizada em 26/11/2018 | 07h06

Mirante: Prefeitura de Caxias do Sul optou pelo obstáculo à Parada Livre

Executivo justificou que Praça Dante Alighieri estava ocupada na montagem da estrutura para o Natal.

Mirante: Prefeitura de Caxias do Sul optou pelo obstáculo à Parada Livre Lucas Amorelli/Agencia RBS
Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

A prefeitura, por meio de nota, justificou a não autorização da Parada Livre na Rua Marquês do Herval "porque, na data solicitada para a realização do evento, o perímetro da Praça Dante Alighieri estará ocupada por maquinário e operários que trabalharão na montagem da estrutura e cabeamento para o Natal." Isso de fato ocorreu ontem. A primeira estrutura a ser erguida foi a da árvore de Natal, instalada no centro do chafariz. Havia caminhões em movimento e áreas isoladas por fita.

Leia mais
Parada Livre termina em protesto na frente da prefeitura de Caxias do Sul
Prefeitura de Caxias não autoriza realização da Parada Livre na Praça Dante Alighieri
Mesmo em novo local, Parada Livre espera receber 10 mil pessoas em Caxias
Colorida e divertida, Parada Livre atrai bom público em Caxias, mas visibilidade é menor 

Tem havido, no entanto, uma compreensão limitada de democracia e participação popular. É saudável para a cidadania que praças e espaços públicos sejam ocupados por manifestações. Esta é uma lição básica. Claro que uma administração pública precisa ser informada sobre tais atos, para harmonizá-los à vida da cidade e, em casos especiais, até não autorizá-los, por conflito de alguma espécie. Manifestações em frente a hospitais, por exemplo, não são adequadas. Mas a regra geral deve ser a autorização. Os obstáculos devem ser removidos, e não introduzidos. A regra geral é a facilitação, porque é parte da população que deseja ser ouvida.  

No caso da solicitação da realização da Parada Livre na Marquês do Herval, a facilitação poderia se efetivar, com os primeiros trabalhos para a decoração natalina programados para outro dia. Com boa vontade, isso seria possível. Mas não. Optou-se pelo obstáculo.

Está faltando essa compreensão básica de ser parceiro das manifestações, porque assim é o convívio em sociedade. Está faltando, em bom português, uma compreensão democrática, da convivência no ambiente de uma cidade entre grupos de pessoas que pensam e se expressam de forma diferente. Todos os grupos e movimentos devem ter o direito.

3 vereadores no palco

Três vereadores, dos 23 parlamentares da Câmara, participaram da Parada Livre e foram chamados ao palco da programação ontem à tarde, na Os Dezoito do Forte: Denise Pessôa (PT), Rafael Bueno (PDT) e Paula Ioris (PSDB).

A participação dos representantes políticos é importante para reforçar a visibilidade do movimento. 

A maioria dos parlamentares se escondeu.

Ao final do ato, os participantes protestaram pelas ruas da cidade, caminhando até a prefeitura.

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL, 25/11/2018Protesto pós parada livre. Depois da parada livre, os participantes seguiram em direção a prefeitura passando pelo parque dos macaquinhos, onde fizeram um beijasso em protesto ao prefeito Daniel Guerra que queria proibir o evento nesta tarde. (Lucas Amorelli/Agência RBS)
Depois da parada livre, os participantes seguiram em direção a prefeitura passando pelo parque dos macaquinhos, onde fizeram um "beijasso" em protesto ao prefeito Daniel GuerraFoto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

Leia também
Menina morre em colisão na BR-285, em Vacaria
Praça Dante Alighieri começa a receber decoração natalina, em Caxias do Sul
Saiba quais foram os destaques do MDBF 2019, em Caxias 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros