Mirante: partidos caxienses e o novo cenário - Política - Pioneiro

Versão mobile

 

Eleição municipal05/11/2018 | 14h50Atualizada em 05/11/2018 | 15h26

Mirante: partidos caxienses e o novo cenário

Siglas e lideranças tradicionais estão desorganizados e fragilizados pelo desempenho eleitoral de outubro 

Mirante: partidos caxienses e o novo cenário Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Neri, o Carteiro (Solidariedade),tem a força de quem foi eleito para a Assembleia, Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

A orientação político-eleitoral para 2020 ainda dá o que falar, a partir da abordagem da coluna na edição do final de semana. Neste momento, os maiores partidos e os nomes tradicionais do cenário político caxiense encontram-se dispersos, desorganizados ou mesmo fragilizados pelos desempenhos eleitorais insatisfatórios de agora. Essa consequência política da última eleição é inegável e inevitável.

À exceção de Neri, o Carteiro (Solidariedade), com a força de quem foi eleito de forma indiscutível para a Assembleia, os que saem mais fortalecidos chegam a essa condição mais em decorrência da abertura de cenário agora promovida. São os casos dos vereadores Adiló Didomenico (PTB) e Paula Ioris (PSDB). Mas é preciso levar em conta que também os dois tiveram insucessos eleitorais, pois não se elegeram. Já Neri precisa conquistar a imposição política necessária – leia-se capacidade de articulação política – para se constituir em alternativa para o jogo eleitoral municipal no futuro próximo. 

Os partidos começam a fazer sua leitura do novo cenário.

– O PDT não sai enfraquecido, Alceu foi o candidato o mais votado da região ente os deputados federais. Pode não ter ganho, mas o PDT não saiu prejudicado – avalia Rafael Bueno, líder da bancada do PDT na Câmara.

Os três principais

O MDB se esfarelou, e precisará de muita habilidade de seus líderes locais para reagrupar forças para 2020. O insucesso eleitoral do ex-prefeito Alceu Barbosa Velho (PDT) é importante e irá orientar os movimentos no partido, bem como o novo fracasso de Vinicius Ribeiro, que não se elegeu em três tentativas para a Assembleia, a não ser assumindo a vaga de vez em quando como suplente. O PT terá de fortalecer os vereadores Rodrigo Beltrão e Denise Pessôa como alternativa.

A eleição recente se encarregou de abrir espaço no cenário político caxiense.

Neri terá de reunir forças

Neri, o Carteiro está em posição importante na política caxiense. Não necessariamente precisa de um partido forte, o que não é o caso do Solidariedade em Caxias. Partidos não querem dizer muita coisa perante o perfil médio do eleitorado atual. O que não é bom. Daniel Guerra já mostrou como se faz e conquistou a prefeitura com o PRB. Mas Neri precisará superar um estilo um tanto isolado de atuação e reunir forças políticas, pelo menos algumas, ao seu redor. 

Como fez Guerra, que firmou parceria com o PR, por exemplo. E apesar de seu desprezo por partidos, constituiu um núcleo político e partidário minimamente necessário.

Leia também:
Quem são os representantes políticos de Eduardo Leite na Serra
Ingressos para a Festa da Uva 2019 começam a ser vendidos nesta segunda-feira

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros