Mirante: Sartori evita falar de declaração de Bolsonaro - Política - Pioneiro

Versão mobile

 

Eleições 201823/10/2018 | 06h14Atualizada em 23/10/2018 | 06h14

Mirante: Sartori evita falar de declaração de Bolsonaro

Governador foi questionado sobre a frase: "Esses marginais vermelhos serão banidos de nossa pátria", dita pelo presidenciável

Mirante: Sartori evita falar de declaração de Bolsonaro Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Agora usando fusão de nomes, resultando em Sartonaro, governador se omitiu quanto à afirmação do presidenciável Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

Fechado com o candidato à Presidência do PSL, Jair Bolsonaro, o governador José Ivo Sartori (MDB) tentou minimizar a declaração de seu aliado feita no domingo. Aos seus apoiadores que foram às ruas, Bolsonaro disse: "Esses marginais vermelhos serão banidos de nossa pátria". 

Leia mais
Mirante: movimento sindical do PDT rejeita apoio de ex-prefeito de Caxias a Jair Bolsonaro
Mirante: ex-prefeito de Caxias vota em Jair Bolsonaro

O governador, em entrevista coletiva ontem, após palestrar na reunião-almoço da Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC) de Caxias do Sul, ao ser questionado se concorda com o tratamento dirigido aos adversários por Bolsonaro, quis passar a ideia de que não dá para julgar antes do tempo. E aproveitou para dizer que do outro lado (campanha de Fernando Haddad, PT) também há manifestações que desagradam à sociedade.

O ex-integrante do Partido Comunista Brasileiro (PCB), que agora virou "Sartonaro", respondeu fugindo do foco para não se comprometer, nem polemizar. 

— Primeiro vamos aguardar e vamos ver qual é que vai ser o comportamento em relação a isso. Eu não posso me antecipar a uma palavra anterior. O que eu eu sei é que o MDB do Rio Grande do Sul decidiu apoiar o Bolsonaro no qual, evidentemente, vou cumprir a palavra. E espero que todos tenham o mesmo juízo, porque de um lado ou de outro também apresentam questões que, às vezes, não são aceitas por um lado ou outro, e vamos aguardar a eleição para ver como vai ficar — disse.

Novamente perguntado se concordava, o governador seguiu despistando. 

Até insinuou que seria fake news, embora a fala de Bolsonaro aos manifestantes, com o vídeo publicado em suas redes sociais, tenha sido amplamente divulgada.

— Às vezes, tem tanta fake news que todo mundo reclama pra cá e pra lá, opinião de um, opinião de outro. (Com Juliana Bevilaqua)

Leia também
"Vou ouvir as pessoas", afirma Tatiane Frizzo, que assumirá vaga de vereador em Caxias
Mirante: movimento sindical do PDT rejeita apoio de ex-prefeito de Caxias a Jair Bolsonaro
Mirante: campanha eleitoral tem novo desdobramento tenso
Apoio a Jair Bolsonaro deixa lideranças do MDB gaúcho desconfortáveis 

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros