Mais cinco temas para Eduardo Leite, candidato ao governo do RS - Política - Pioneiro

Versão mobile

 

Eleições 201826/10/2018 | 08h00Atualizada em 26/10/2018 | 08h00

Mais cinco temas para Eduardo Leite, candidato ao governo do RS

Ao todo, o tucano respondeu ao Pioneiro sobre 16 temas diversos

Mais cinco temas para Eduardo Leite, candidato ao governo do RS Antonio Valiente/Divulgação
Foto: Antonio Valiente / Divulgação

Na reta final do segundo turno, o Pioneiro apresentou mais 5 temas para as considerações dos dois candidatos que disputam o Governo do Estado. Os assuntos e as respostas de Eduardo Leite (PSDB) e José Ivo Sartori (MDB) podem ser conferidos nestas duas páginas, organizados em ordem alfabética.

Leia mais:
11 temas para Eduardo Leite, candidato ao governo do RS

Esses cinco temas se acrescentam a outros 11 que foram propostos aos candidatos durante a campanha de primeiro turno. Conjuntamente, eles oferecem um mosaico diversificado de 16 assuntos, que perpassam as diversas área de interesse da população gaúcha e da Serra, e o que os dois candidatos pensam a respeito deles. Ao acessar esta reportagem no pioneiro.com, o eleitor terá acesso ao link com os outros 11 tópicos anteriores.

O material é uma ferramenta oferecida pelo Pioneiro, no amplo tratamento editorial dado às Eleições 2018, para entregar ao eleitor subsídios e informações abrangentes para a escolha deste domingo, que definirá quem comandará os rumos do Estado pelos próximos quatro anos. 

1. Fonte de recursos
"Vamos promover um enxugamento da máquina do governo, otimizar o planejamento, reestruturar o orçamento, rever a política de incentivos para torná-la mais eficiente e promover um grande esforço de combate à sonegação. Os resultados obtidos dessa política serão aplicados preferencialmente em saúde, segurança e educação. Paralelamente, lançaremos um amplo programa de concessões à iniciativa privada na área da infraestrutura que injetará dinamismo na economia, gerará renda e empregos para a sociedade e arrecadação de tributos para o Estado, que serão reinvestidos nas nossas prioridades. Vamos reduzir os impostos (a partir do segundo ano de governo) e a burocracia para facilitar a vida de quem acredita no RS e quer empreender aqui. Vamos gerar um ciclo econômico virtuoso e colocar o Rio Grande para crescer."

2. Folha de pagamento em dia
"Nós vamos valorizar os nossos servidores como eles merecem, não consideramos aceitável a situação como está. Colocaremos os vencimentos em dia ainda no primeiro ano de governo."

3. Contratação de servidores
"Nós vamos rediscutir a forma atual do Regime de Recuperação Fiscal (o RRF) oferecido pela União, principalmente as cláusulas que impedem a contratação de pessoal. Entendemos necessário o aumento dos quadros de servidores notadamente nas áreas de segurança e educação. Mas em 2019 haverá um novo governo em Brasília e acreditamos que as bases do RRF como se configuram agora poderão sofrer modificações."

4. Investimentos na Serra
"Temos algumas prioridades para a Serra: a duplicação da RSC-453, de Caxias até a (empresa) Telasul (trevo com a BR-470), pois movimenta vários municípios e uma população considerável que utiliza essa estrada. Vamos pressionar o governo federal para duplicar a BR-470, uma estrada estreita e perigosa hoje, de terreno acidentado, com grande tráfego de caminhões e de grande importância para a população de Veranópolis, Bento, Garibaldi e Carlos Barbosa. Na saúde, vamos investir numa solução para o problema grave da alta complexidade em traumatologia e ortopedia, que atualmente deixa a descoberto uma população de um milhão de pessoas, sem serviço para próteses e demais cirurgias eletivas nessa área. Vamos regularizar os repasses aos hospitais e trabalhar para a abertura de mais leitos hospitalares. Já nos comprometemos com a abertura do aeroporto de Vila Oliva, uma obra fundamental para o desenvolvimento da região. E igualmente pressionaremos a União pelo prolongamento da Rodovia do Parque, a BR-448, que consideramos vital para ligar a Serra com a Região Metropolitana."

5. Políticas sociais
"Implantar parcerias para prática de esportes com a finalidade de inserção social. Promover a qualificação na seleção e aplicação dos recursos oriundos da Lei Pelé. Participação em programa de regularização habitacional em conjunto com outras instituições, como universidades. Criar centros de atendimento ao autista. Qualificar o atendimento socioeducativo e de profissionalização dos adolescentes e aprimorar o processo de ressocialização desse público."

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros