O que pensa Roberto Robaina sobre a segurança na Serra - Política - Pioneiro

Versão mobile

 

Eleições 201821/09/2018 | 08h00Atualizada em 21/09/2018 | 08h00

O que pensa Roberto Robaina sobre a segurança na Serra

Candidato do PSOL ao Piratini responde a 7 demandas do Pioneiro 

O que pensa Roberto Robaina sobre a segurança na Serra Candace Bauer/CMPA
Foto: Candace Bauer / CMPA
Pioneiro
Pioneiro

No dia 12 de setembro, o Pioneiro publicou a terceira reportagem da série A Serra Precisa, com as principais demandas regionais para os candidatos a governador. O terceiro tema foi segurança.   

A partir do contato da reportagem com a realidade regional e o depoimento de fontes protagonistas e especializadas na área, foram listadas 7 demandas da região. Elas foram submetidas aos candidatos a governador, que enviaram ao Pioneiro a visão que têm sobre cada um dos itens e o que pode ser feito, caso eleito. 

Leia mais
O que pensa Roberto Robaina sobre a saúde na Serra
O que pensa Roberto Robaina sobre a educação da Serra
Primeira candidatura a governador do RS registrada é de Roberto Robaina, do PSOL

As outras quatro reportagens da série A Serra Precisa abordam os temas Educação, Saúde, Desenvolvimento e Infraestrutura.

Confira o que pensa o candidato Roberto Robaina (PSOL): 

1. Aumentar o efetivo da Polícia Civil e da Brigada Militar
"É preciso recuperar o efetivo da Polícia Civil e da Brigada Militar e estamos comprometidos com a realização de concursos públicos na área. Mais do que isso, é necessário integrar de fato os bancos de dados e as operações policiais, especialmente no que diz respeito à desarticulação de grupos criminosos responsáveis pelo alto número de homicídios no Estado."

2. Ampliar o efetivo da Susepe na região
"Ampliar o efetivo da Susepe é importante, mas antes é preciso mudar a orientação da segurança pública. O foco não pode ser os pequenos crimes ligados ao tráfico de drogas, mas sim o combate aos crimes contra a vida. Para desafogar os presídios também é preciso fazer um mutirão para julgamento dos presos, já que hoje um terço dos encarcerados não têm condenação."

3. Reestruturar delegacias com equipamentos e pessoal
"Está entre os nossos compromissos a elaboração do Plano Estadual de Segurança. Além de conter o conjunto de políticas públicas para a área, o plano indicará as estruturas necessárias para a melhor execução das atividades, o que inclui a manutenção dos prédios e a definição do número de servidores adequado para cada atividade."

4. A ampliação dos presídios de Vacaria, Canela e Guaporé
"Uma Política Penitenciária Estadual passa por dar condições adequadas às estruturas dos presídios e, principalmente, por prender melhor. Não haverá presídios suficientes se não for promovida uma mudança na política nacional de drogas, a mesma que falhou em todo o mundo e continua encarcerando a juventude das nossas periferias. Nós vamos liderar esse debate."

5. Uma cadeia pública para Caxias do Sul
"No contexto atual, somos favoráveis à construção da cadeia pública de Caxias do Sul, mas é preciso refletir sempre sobre as razões do atual regime de encarceramento em massa. Se não mudarmos a política de segurança, que elevou o número de presos no Estado de 13 mil no ano 2000 para 40 mil em 2018 sem ampliar a sensação de segurança, continuaremos enxugando gelo."

6. Estímulo ao cercamento digital dos municípios Jairo Jorge
"Investir em tecnologia é importante, e o cercamento digital das cidades faz parte do esforço para combater a criminalidade. Nossa política para a segurança tem como norte a mudança na orientação da polícia. A prioridade deve ser o combate aos crimes contra a vida (homicídios, latrocínios e feminicídios), e não os pequenos crimes ligados ao comércio de drogas."

7. Ampliar a oferta de perícias na Serra
"O IGP está sucateado, e o número de servidores é insuficiente para atender à demanda de trabalho. Muitos municípios estão sem postos de atendimento, o que é um reflexo da política de precarização dos serviços públicos do Governo Sartori. Estamos comprometidos com a recuperação do efetivo do IGP como parte integrante de uma política de segurança eficaz."

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros