Mirante: "Lula é Haddad", diz jingle do PT após decisões do TSE sobre propaganda eleitoral - Política - Pioneiro

Versão mobile

 

Eleições 201805/09/2018 | 07h33Atualizada em 05/09/2018 | 07h33

Mirante: "Lula é Haddad", diz jingle do PT após decisões do TSE sobre propaganda eleitoral

Começou transição na candidatura com as derrotas do PT e do ex-presidente no Tribunal Superior Eleitoral

Mirante: "Lula é Haddad", diz jingle do PT após decisões do TSE sobre propaganda eleitoral Facebook/Reprodução
Programa anterior dizia: "É o Lula, é Haddad, é o povo" Foto: Facebook / Reprodução

No programa eleitoral do PT, PCdoB e Pros na TV, nesta terça-feira, uma novidade. O candidato a vice-presidente Fernando Haddad, com o nome bem destacado na propaganda, é citado no jingle como sendo Lula, portanto, começa a ser sinalizado para a troca de candidato.

Diz a letra:

"Lula é Haddad, é o povo". 

A mudança veio com a decisão do Tribunal Superior Eleitoral, na segunda-feira, de que o ex-presidente Lula não pode ser apresentado como candidato no horário eleitoral gratuito, uma vez que ele está inelegível, conforme julgamento ocorrido na sexta-feira em que por 6 x 1 sua candidatura foi barrada por ser enquadrada na Lei da Ficha Limpa.

Porém, ontem, o tribunal ordenou a suspensão de inserção de 30 segundos na TV com a imagem de Lula em que ele destaca seu trabalho como presidente. Foi atendido pedido de liminar do Novo, partido do presidenciável João Amoêdo. O entendimento é de que confunde o eleitor, já que Lula não é o candidato do partido.

A situação só piora para a coligação.

Além da inelegibilidade de Lula e das derrotas em efeito cascata no TSE, o Ministério Público do Estado de São Paulo denunciou Haddad, nesta terça, por corrupção passiva, associação criminosa, e lavagem de dinheiro quando prefeito da capital paulista. A denúncia aponta que Haddad teria solicitado e recebido indevidamente da UTC Empreiteira o valor de R$ 2,6 milhões em 2013. Há uma semana, o MP havia ingressado com ação civil de improbidade administrativa.

Leia também
Tá na Web: Veja quem "chamou o Meirelles" nesta terça-feira Mirante: Sartori pede licença do governo nas quintas e sextas para campanha

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros