Conheça as propostas de Guilherme Boulos, candidato do PSOL a presidente - Política - Pioneiro

Versão mobile

 

Eleições 201813/09/2018 | 08h00Atualizada em 13/09/2018 | 08h00

Conheça as propostas de Guilherme Boulos, candidato do PSOL a presidente

Confira o plano de governo do presidenciável

Conheça as propostas de Guilherme Boulos, candidato do PSOL a presidente Félix Zucco/Agencia RBS
Foto: Félix Zucco / Agencia RBS

O Pioneiro está publicando, em ordem alfabética, os planos de governo dos candidato à Presidência. O programa desta quinta-feira é do candidato Guilherme Boulos (PSOL). A publicação é um resumo das propostas que cada um apresenta nos planos que foram entregues à Justiça Eleitoral. A íntegra está disponível no site do TSE. 

Veja também
As propostas de Eymael
As propostas de Ciro Gomes
As propostas de Álvaro Dias
As propostas de Cabo Daciolo
As propostas de Geraldo Alckmin

Guilherme Boulos é um dos coordenadores do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto (MTST). Natural de São Paulo, tem 36 anos e é o mais jovem candidato a presidente desta eleição. 

O programa, denominado Vamos sem medo de mudar o Brasil, é dividido em 19 tópicos e tem 228 páginas. Confira os principais pontos. 

Assistência social e seguridade para todos e todas
::
Aumentar o valor do Programa Bolsa Família para transformá-lo em uma renda básica de cidadania universal, como política pública e direito social. 

Previdência Social: nenhum direito a menos
:: Unificação progressiva de todos os regimes previdenciários em um mesmo sistema público de aposentadorias integrais, com regime por repartição/solidariedade, e não de capitalização.
:: Fim da contribuição dos aposentados e do fator previdenciário.

Para tirar o Brasil da crise: uma economia a serviço das pessoas
:: Criação de um grande programa de obras públicas no Brasil que irá expandir investimentos públicos em mobilidade urbana, moradia, saneamento básico e recursos hídricos, sistema de saúde, energias renováveis e desenvolvimento de biomas regionais.
:: Reformar o sistema tributário. Por exemplo, aumento da faixa de isenção do Imposto de Renda e alíquota de 35% para rendimentos acima de R$ 325 mil por ano.
:: Imposto sobre grandes fortunas.

Poder e política: precisamos de uma revolução democrática
:: Reforma eleitoral, que inclui, por exemplo, fim da reeleição indefinida para os cargos do Legislativo.
:: Abertura de todos os arquivos militares do período da ditadura (1964-1985) que se referem à estrutura de repressão e às violações de direitos.

Vidas negras importam
:: Recriação do ministério específico com o nome de Secretaria Especial de Políticas de Combate ao Racismo.

É pela vida das mulheres!
:: 1% do PIB para combate à violência contra a mulher. 

Um programa para a educação brasileira
:: O governo retomará o crescimento da oferta pública de ensino superior, visando gerar 1 milhão de novas vagas em universidades.
:: Recriar o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação. 

Saúde é prioridade: pública e universal para todos e todas!
:: Aumentar o financiamento federal na saúde de 1,7% para 3% do PIB.
:: Implementar o pleno e imediato ressarcimento dos planos de saúde ao SUS e auditar e cobrar as dívidas de planos de saúde com o SUS. 

Segurança pública: defender a vida, e não a morte
:: Desmilitarização da polícia e da política.
:: Controle de armas.

Terra, território e meio ambiente: um novo e urgente modelo de desenvolvimento
:: Reforma Agrária Popular e Agroecológica: democracia e justiça no acesso à terra.
:: Desmatamento zero e manejo e restauração das florestas com espécies nativas.

Chegou a hora de vencer o desemprego
:: Revogação completa das alterações legais instituídas pela Reforma Trabalhista.
:: Implementar o Programa de Emprego Garantido, em que a força de trabalho seja diretamente remunerada pela União (em articulação com Estados e municípios) e o esforço produtivo se volte para construção de infraestrutura social.

Leia também
Luis Carlos Heinze, candidato ao Senado do PP, anuncia apoio a Bolsonaro
Mirante: sem surpresa, Lula nomeia Haddad como substituto
Tá na Web: Eymael acredita ser o único capaz de vencer Haddad em eventual segundo turno

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros