PRB oficializa apoio à candidatura de Alckmin - Política - Pioneiro

Versão mobile

 

Eleições01/08/2018 | 17h49Atualizada em 01/08/2018 | 17h49

PRB oficializa apoio à candidatura de Alckmin

PRB confirmou nesta quarta-feira o apoio ao pré-candidato do PSDB à Presidência da República

PRB oficializa apoio à candidatura de Alckmin Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom / Agência Brasil
Agência Brasil
Agência Brasil

A convenção nacional do PRB confirmou nesta quarta-feira o apoio ao pré-candidato do PSDB à Presidência da República, Geraldo Alckmin. Atualmente, a bancada do partido no Congresso Nacional tem 21 deputados federais e dois senadores. 

Leia mais
Avante confirma apoio a Jairo Jorge, candidato do PDT ao Piratini
PSL define apoio a Luis Carlos Heinze, candidato do PP ao Piratini 

O presidente licenciado do partido, ex-ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Pereira, disse que o apoio à candidatura de Alckmin representa a capacidade de dialogar com opostos. Nas eleições de 2014, o partido apoiou a reeleição da ex-presidente Dilma Rousseff, pelo PT. Pereira, no entanto, fez questão de afirmar que pretende "participar das decisões do governo e ajudar a governar o Brasil com críticas construtivas" e que apoiará a gestão de Alckmin caso tenha uma participação efetiva e coerente dentro de um eventual governo do tucano.

Presente na convenção, Geraldo Alckmin ressaltou que seu plano de governo terá foco na retomada do emprego e da renda. 

— Temos 62% da população tendo que fazer bicos porque o salário não chega no fim do mês — disse. 

— Temos pressa. Como pode o mundo crescer quase 4%, isso em média. E nós estamos lutando para chegar em 1,5%. Isso mostra que o populismo leva ao desemprego, desarranjo das contas públicas e quem perde é o povo. Extremismo não é caminho, é descaminho — completou.

Alckmin disse que trabalhará na simplificação tributária no país e terá uma agenda de competitividade.

Ao final da convenção nacional do PRB, Alckmin disse que vai anunciar o nome do vice da sua chapa no próximo sábado. O presidenciável afirmou ainda que o escolhido "não necessariamente" será indicado pelos cinco partidos que compõem o Centro Democrático, chamado de Centrão (DEM, PP, PRB, PR e Solidariedade). O tucano também disse que o seu vice não deve ser de São Paulo.

Candidatura retirada

No mês passado, o PRB retirou a candidatura do empresário Flávio Rocha. Na ocasião, Marcos Pereira afirmou por meio de nota que o partido se uniria em torno de uma candidatura de centro. 

— Há um entendimento claro de que o país não pode flertar com os extremos e, por isso, mais do que nunca durante todo o processo, é fundamental que as forças de centro se unam num único projeto. 

Leia também
Senadora Ana Amélia recebe alta do Hospital Geral, em Caxias 
Aliança eleitoral provoca situação constrangedora
Senadora Ana Amélia tem crise de hipertensão e fica em repouso no HG
MDB ganha apoio do PR para reeleição de Sartori

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros