PP confirma apoio a Alckmin - Política - Pioneiro

Versão mobile

 

Eleições02/08/2018 | 15h16Atualizada em 02/08/2018 | 15h17

PP confirma apoio a Alckmin

Decisão foi tomada durante convenção nesta quinta-feira

PP confirma apoio a Alckmin Agência Brasil  / Arquivo/Arquivo
Apoio do PP a Alckmin foi anunciado pelo presidente do partido, senador Ciro Nogueira Foto: Agência Brasil / Arquivo / Arquivo
Agência Brasil
Agência Brasil

O Partido Progressista (PP) oficializou nesta quinta-feira o apoio à campanha do pré-candidato do PSDB à Presidência da República, Gerado Alckmin. A decisão foi tomada durante a convenção nacional do partido, em Brasília. Com isso, confirmam-se as expectativas de o chamado Centrão – grupo formado por PR, PRB, Solidariedade e PP – apoiar o ex-governador de São Paulo antes mesmo de ser definido o nome do candidato à Vice-Presidência.

— Todos recebam de pé o próximo presidente do Brasil: Geraldo Alckmin — disse o presidente do PP, senador Ciro Nogueira (PI), ao anunciar, às 11h55min, a chegada do pré-candidato tucano à convenção.

 — Quero agradecer a confiança de vocês. Vamos trabalhar juntos e unidos nesse momento histórico. O que o Brasil quer é ser progressista, com progresso, emprego e oportunidade para a população. O desenvolvimento é o novo nome da paz, para termos investimentos — afirmou Alckmin em discurso após a aprovação do partido a sua candidatura.

Alckmin disse que, se for eleito, o foco de seu governo será a criação de oportunidades de trabalho, emprego e renda. 

— Temos de ter proposta, projeto e time, e o PP é essencial nessa reconstrução, para que possamos progredir e fazer as reformas. Nosso tempo é o tempo da mudança. Esta é uma tarefa coletiva. Construir consensos para o Brasil poder avançar. 

Nogueira garantiu o apoio de seu partido ao programa de reformas defendido pelo PSDB. 

— Vamos apoiar todas as reformas que o senhor propuser, para enfrentarmos os problemas de nosso país — disse o presidente do PP. 

Ele chamou a atenção também para os problemas de segurança que o país enfrenta atualmente. 

— Temos pessoas sendo condenadas por proteger a sociedade, como é o caso dos policiais. Nós temos de proteger os inocentes, e não os criminosos em nosso país.

A convenção contou também com a presença do presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ). 

—  Se queremos mudar o Brasil, precisamos eleger uma bancada forte na Câmara e no Senado —  disse Maia, em discurso.

Leia mais:
MDB confirma nome de Meirelles na disputa pela Presidência
BM encontra 1,5 mil caixas de cigarro sem procedência em Caxias do Sul

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros