MDB confirma nome de Meirelles na disputa pela Presidência - Política - Pioneiro

Versão mobile

 

Eleições 201802/08/2018 | 14h54Atualizada em 22/08/2018 | 11h35

MDB confirma nome de Meirelles na disputa pela Presidência

Candidato fala em confiança e promete crescimento de 4% ao ano

MDB confirma nome de Meirelles na disputa pela Presidência Antonio Cruz / Agência Brasil/Agência Brasil
Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil / Agência Brasil
Agência Brasil
Agência Brasil

Sem candidato a vice definido, o MDB confirmou nesta quinta-feira o nome do ex-ministro da Fazenda Henrique Meirelles como candidato à Presidência da República. O resultado foi anunciado pelo presidente da legenda, Romero Jucá (RR), que ressaltou que dos 419 votantes, 85% disseram sim a Meirelles. Em 2014, segundo Jucá, 54% dos convencionais apoiaram a chapa Dilma/Temer na corrida presidencial. 

— A votação de hoje demonstra a unidade do partido — ressaltou.

Leia mais
322 mil pessoas votarão na eleição deste ano em Caxias
PCdoB confirma candidatura de Manuela D'Ávila à Presidência
PRB oficializa apoio à candidatura de Alckmin  

Diante de toda cúpula emedebista e apoiadores, o presidente da República, Michel Temer, pediu à militância empenho para levar o nome de Meirelles de maneira convincente pelo Brasil. 

— Tem que levar a ideia com a alma — ressaltou acrescentando que o MDB tirou o Brasil de uma "crise extraordinária" e vai colocar o país nos trilhos.

Ao agradecer ao MDB, Meirelles defendeu um pacto de confiança pela governabilidade e disse que tem resultados a mostrar não apenas como ex-ministro da Fazenda, mas também no comando do Banco Central, onde passou oito anos.

— Convido vocês a nos unirmos com firmeza e serenidade, vamos ganhar essas eleições, trabalhar e construir um Brasil do tamanho dos nossos sonhos — disse.

Henrique Meirelles falou das diretrizes de seu programa de governo e destacou como prioridades investimentos em infraestrutura, para diminuir as distâncias no país, além de saúde e segurança pública. O presidenciável também prometeu reforçar o Bolsa Família. Para gerar empregos, Meirelles disse que pretende resgatar a política econômica, atrair investimentos e fazer as reformas que o país precisa. 

— Minha meta é fazer o país crescer 4 %, ao ano. 

Leia também
"Vereador de ontem" ou "de hoje"?, provoca Renato Oliveira ao falar sobre Renato Nunes
Senadora Ana Amélia recebe alta do Hospital Geral, em Caxias 
MDB ganha apoio do PR para reeleição de Sartori

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros