Listas de melhores gestores têm cinco caxienses - Política - Pioneiro

Versão mobile

 

Farra das honrarias07/08/2018 | 07h00Atualizada em 07/08/2018 | 08h18

Listas de melhores gestores têm cinco caxienses

Políticos integram relação para dar credibilidade a premiação de UBD e Instituto Tiradentes

Listas de melhores gestores têm cinco caxienses Acervo Pessoal/Facebook
Foto: Acervo Pessoal / Facebook

Cinco caxienses aparecem em duas listas de melhores gestores do país produzidas pelas empresa União Brasileira de Divulgação (UBD) e Instituto Tiradentes. A reportagem do  Fantástico, veiculada no domingo, mostrou a venda de diplomas que são pagos com  dinheiro público. Para mascarar a falcatrua, as empresas simulavam pesquisa de avaliação com eleitores por telefone para "premiar" prefeitos e secretários municipais.

Uma investigação do Ministério Público apontou que a escolha dos melhores gestores estava condicionada ao pagamento da inscrição para o evento de entrega do certificado e que não havia a comprovação da pesquisa.

O nome do prefeito Daniel Guerra (PRB), da secretária da Educação, Marina Matiello, e da  ex-secretária da Saúde, Deisy Piovesan, aparecem entre os premiados em listas da UBD. Na  lista dos 100 melhores prefeitos, Guerra teria ficado na 18º colocação para uma avaliação dos primeiros 210 dias de governo (sete meses). Já Marina aparece na  21ª posição entre as secretárias municipais de Educação e Deisy ficou na 37ª colocação entre secretários de Saúde. Nenhum dos três pagou pela premiação. O nome dos representantes de grandes cidades seria incluído nas listas pelas empresas para dar mais credibilidade à "pesquisa" e garantir a participação de prefeitos de municípios pequenos e médios.

Os vereadores Denise Pessôa (PT) e Chico Guerra (PRB) também foram expostos em uma  lista de parlamentares mais atuantes, do Instituto Tiradentes. No final de novembro do ano passado, a petista  publicou um texto na sua página no Facebook comemorando o reconhecimento.

"Com muito carinho, gostaria de agradecer esse reconhecimento e aproveito o momento  para reafirmar o meu compromisso em manter um Mandato Participativo voltado para os  reais interesses de todas e todos, pensando Caxias do Sul como fomentadora de crescimento  econômico, cultural e social", diz um trecho da publicação de Denise.

Também no ano passado, Chico, o segundo legislador mais atuante na cidade segundo o Instituto Tiradentes, também publicou um texto agradecendo a distinção recebida.

"Mesmo no anonimato das atividades, busco manter uma linha de conduta visando ao melhor para a comunidade caxiense e agradeço esse apontamento feito por quem  acompanha meu trabalho", diz parte do texto.

CONTRAPONTOS

Denise Pessôa , Instituto Tiradentes , prêmio, farra das honrarias
Foto: Acervo Pessoal / Facebook

"Não paguei nada. Estava de licença-maternidade na época. Recebi a informação de que haviam consultado mais de 3 mil pessoas. Eu tinha o maior número de projetos e achei que esse pudesse ser um dos critérios. Fiquei desconfiada e pesquisei sobre a empresa na internet, mas não encontrei nada contra ela. Vi que outros (vereadores) tinham usado a informação e acabei usando a informação também. Não paguei a inscrição e não fui no evento em Porto Alegre." Vereadora Denise Pessôa (PT)

"Não efetuei nenhum pagamento ao Instituto (Tiradentes). Nem participei da cerimônia de entrega do certificado. Creio que o Instituto e as pessoas que pagaram pela distinção devam responder. De minha parte, nunca pautei e nem pautarei meu trabalho em busca de prêmios ou distinções. Busco sim trabalhar muito por resultados efetivos às pessoas, independentemente de qualquer tipo de reconhecimento." Vereador Chico Guerra (PRB)

"A Prefeitura de Caxias do Sul informa que o prefeito Daniel Guerra; a secretária municipal da Educação, Marina Matiello; e a ex-secretária municipal da Saúde, Deysi Piovesan, não pagaram por nenhum tipo de inscrição em seminários, nem diplomas em prêmios de gestão das empresas apresentadas em reportagem do programa Fantástico, da Rede Globo, no último domingo (05/08). A administração entende que, por serem figuras públicas, os nomes dos gestores aparecerem em listas de indicados a títulos e premiações não configura crime. E ressalta que não houve interesse, em momento algum, de participar da premiação. Tanto para o prefeito, quanto para os secretários municipais, a melhor avaliação para o trabalho de um gestor público deve vir da população." Prefeitura de Caxias do Sul

Leia também
Vereador Edson da Rosa não vê polêmica em declaração de Mourão sobre negros 
Kátia Abreu é confirmada vice de Ciro Gomes
Boulos é o primeiro a registrar candidatura à Presidência no TSE
Em palestra na CIC de Caxias do Sul, vice de Bolsonaro apresenta propostas

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros