Ministério Público quer informações sobre processo referente ao líder do governo na Câmara de Caxias - Política - Pioneiro

Vers?o mobile

 

Mirante26/07/2018 | 08h00Atualizada em 11/09/2018 | 13h49

Ministério Público quer informações sobre processo referente ao líder do governo na Câmara de Caxias

Promotora aguarda o resultado do que a Subcomissão de Ética está apurando para decidir se tomará alguma medida

Ministério Público quer informações sobre processo referente ao líder do governo na Câmara de Caxias Tales Armiliato/Divulgação
Líder do governo, Chico Guerra, admitiu declarações em áudio vazado Foto: Tales Armiliato / Divulgação

A promotora de Justiça Márcia Corso Ruaro encaminhou ofício à Câmara de Vereadores solicitando se houve instauração de procedimento administrativo para analisar a ocorrência de possível conduta irregular do vereador Chico Guerra (PRB) em conversa com o ex-coordenador de Relações Comunitárias, Rafael Bado. O pedido refere-se ao processo envolvendo os áudios do "corretivo" e da "lista negra", em represália ao presidente da Amob Cânyon, Marciano Correa da Silva.

Leia mais
Líder de governo de Caxias sugere dar "corretivo" a presidente de bairro com corte de verbas a comunidade
Apuração de denúncia contra líder do governo Chico Guerra, de Caxias, vai a passos lentos 

O encaminhamento do Ministério Público deve-se à denúncia feita pelo vereador Rafael Bueno (PDT). Na Comissão de Ética Parlamentar da Câmara, foi instalada a subcomissão em 14 de junho para analisar o processo disciplinar também encaminhado pelo pedetista. 

A promotora explica que existem questões políticas que não cabem ao Ministério Público investigar paralelamente. E que aguarda o resultado do que a Câmara está apurando e, se tiver algo que exacerbou, o Ministério Público poderá tomar alguma medida de sua competência.

— Não investigamos se tem órgão competente investigando. Cada fato em Caxias hoje vai à Câmara e Ministério Público, tem que ver o que a Câmara vai entender sobre essa conduta, dependendo o Ministério Público pode ou não investigar  — diz a promotora.

O relator na subcomissão, Edi Carlos Pereira de Souza (PSB), disse que ainda não tinha conhecimento da solicitação do MP. O ofício foi disponibilizado na sessão da Câmara de terça-feira. 

Leia também  
Prefeito de Caxias ouve as demandas do empresariado local
Disputa eleitoral reaproxima PSDB e prefeito Daniel Guerra

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros