Vereador questiona atuação na UPA Zona Norte, em Caxias - Política - Pioneiro

Versão mobile

 

Mirante25/06/2018 | 08h30Atualizada em 25/06/2018 | 08h30

Vereador questiona atuação na UPA Zona Norte, em Caxias

Esposa do secretário da Saúde, que é servidora municipal, trabalha na unidade

Vereador questiona atuação na UPA Zona Norte, em Caxias Franciele Masochi Lorenzett, Divulgação/
Rafael Bueno cobrou do secretário se ele não fica constrangido de a esposa trabalhar na compartilhada, tendo que fiscalizar a própria unidade de pronto-atendimento Foto: Franciele Masochi Lorenzett, Divulgação

O vereador Rafael Bueno (PDT) cobrou do novo secretário municipal da Saúde, Geraldo da Rocha Freitas Júnior, o fato de sua esposa, Tânia Boniatti, que é servidora municipal (enfermeira), estar atuando na  Unidade de Pronto Atendimento Zona Norte. A UPA é administrada pelo Instituto de Gestão e Humanização (IGH). Foi durante a audiência pública de quinta-feira, na Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores, para a prestação de contas no primeiro quadrimestre de 2018. Bueno já havia abordado o assunto na sessão do Legislativo.

Leia mais
"Vou até o final deste governo", diz novo secretário de Saúde da prefeitura de Caxias

—  O senhor não fica nem um pouco constrangido em ter sua esposa lá, enquanto ela faz parte da gestão compartilhada, já que o senhor disse que vai aproveitar seu espaço na Secretaria de Saúde para buscar o compartilhamento, a terceirização do Postão? O senhor não fica nem um pouco constrangido de ter sua esposa trabalhando na compartilhada e ser secretário, sendo que deveria fiscalizar a própria unidade de pronto-atendimento? — questionou o vereador.

Freitas Júnior não respondeu. Disse que reservava-se o direito de não falar sobre esta questão, que na sua ótica é extremamente pessoal. Mas frisou que sua esposa tem competência e qualificação — o que não foi posto em dúvida.

Conforme Bueno, em visita da Comissão de Saúde à UPA, no dia 5 deste mês, os vereadores encontraram-se com Tânia no local. 

— Há algumas semanas, quando visitamos a UPA, vimos uma servidora do município representando a terceirizada (IGH) que administra o estabelecimento. Para minha surpresa, uma semana depois o marido dela se tornou secretário da Saúde de Caxias do Sul. Engraçado, não? — disse o vereador na sessão da Câmara.

Bueno reforça:

— Como ela vai ser fiscalizada pelo marido, que está brigando justamente para terceirizar o Postão 24 Horas?

Ele já informou ao secretário que a bancada do PDT, composta ainda por Gustavo Toigo, Velocino Uez e Ricardo Daneluz, é contra a terceirização da saúde.

Leia também
Pintura do prédio da prefeitura de Caxias custará R$ 365 mil   
Proximidade com prefeito de Caxias não constrange relator de subcomissão que analisa processo contra líder do governo

Câmara de Caxias do Sul promove palestra sobre lei eleitoral

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros