Prefeito eleito neste domingo terá de esperar para assumir o cargo - Política - Pioneiro

Versão mobile

 

Bom Jesus03/06/2018 | 20h31Atualizada em 03/06/2018 | 21h26

Prefeito eleito neste domingo terá de esperar para assumir o cargo

Diogo Grazziotin Dutra (PP) obteve 3.146 votos, ou 49,32%. Tribunal Superior Eleitoral determinou retorno do prefeito Frederico Arcari Becker, também do PP

Prefeito eleito neste domingo terá de esperar para assumir o cargo Divulgação/Divulgação
Foto: Divulgação / Divulgação

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) confirmou o resultado da eleição suplementar para a prefeitura de Bom Jesus neste domingo, às 19h15min. O vencedor é o advogado Diogo Grazziotin Dutra, 38 anos, do PP, que obteve 3.146 votos, ou 49,32%. O vice eleito é o professor Valfredo Fonseca, 49, do PSDB, da coligação Bom Jesus no Rumo do Desenvolvimento, com PP, PSDB e PT. Eles venceram a coligação Juntos Somos Mais formada por PDT e PMDB dos candidatos Diogo Kramer, do PDT, e do candidato a vice Rafael Santos Oliveira, do PMDB. Eles receberam 2.787 votos, ou 43,69%.

Em terceiro, ficaram os socialistas da coligação Bom Jesus Pode Mais. Hora de Mudar. Os candidatos a prefeito Lucimar Vanin Rodrigues, 52, e Welerson Souza Ramos, 21, conquistaram 446 votos, ou 6,99%.

Na semana passada, o TSE determinou que o prefeito afastado de Bom Jesus, Frederico Arcari Becker, e o vice também afastado, Sérgio Francisco Varela, ambos do PP, sejam reconduzidos aos cargos. A decisão, é em caráter liminar. A posse do prefeito eleito ontem, agora vai depender do julgamento, pelo plenário do TSE. Caso o pedido da defesa de Becker seja acolhido, o prefeito eleito em 2016 seguirá no cargo e o resultado das eleições de ontem será anulado. O julgamento do recurso, porém, ainda não tem data para ocorrer.


 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros