BO registrado por secretária contribui para novo pedido de impeachment contra o prefeito de Caxias - Política - Pioneiro

Versão mobile

 

Mirante14/06/2018 | 18h48Atualizada em 14/06/2018 | 20h55

BO registrado por secretária contribui para novo pedido de impeachment contra o prefeito de Caxias

Patrícia Rasia, do Meio Ambiente, diz que sua honra foi ofendida pelos 29 denunciantes do processo de cassação de Daniel Guerra rejeitado em abril

BO registrado por secretária contribui para novo pedido de impeachment contra o prefeito de Caxias Roni Rigon/Agencia RBS
Secretária do Meio Ambiente, Patrícia Rasia, registrou BO por desacato, injúria e calúnia Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

O pedido de impeachment do prefeito Daniel Guerra (PRB) rejeitado pela Câmara de Vereadores, em abril, segue rendendo. A secretária municipal do Meio Ambiente, Patrícia Rasia, registrou um Boletim de Ocorrência (BO) na polícia, na última sexta-feira, por desacato, injúria e calúnia contra os 29 proponentes do pedido de impeachment.

O BO registrado por Patrícia, inclusive, integra o novo pedido de impeachment de Guerra, protocolado nesta quinta-feira na Câmara pelo comerciante Luis Carlos Ferreira Junior. O quarto pedido de impeachment deve-se ao áudio com as declarações do líder do governo Chico Guerra (PRB), divulgado na semana passada, em que sugere retaliação ao presidente da associação de moradores do bairro Cânyon, Marciano Correa.

O BO também provocou reação da advogada Letícia Gonçalves Dias Lima, que foi diretora-geral da Semma no governo passado.

As ofensas apontadas por Patrícia para ingressar na esfera criminal se encontram no tópico quatro do processo, referente à composição do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente.

O trecho que incomodou a secretária diz:

"É quase inacreditável que a atual Secretária Municipal do Meio Ambiente, Sra. Patrícia Rasia, e o Sr. Prefeito Daniel Guerra tenham agido de forma tão amadora, preconceituosa, discriminatória, prepotente, autoritária, dissimulada e ilegal. Suas atitudes se chocam gravemente com o princípio da legalidade e da probidade administrativa".

— Era desnecessário colocar meu nome com aquelas ofensas. Eles estão ofendendo minha honra. Estou só apurando os fatos, sou advogada, formada há 23 anos, sou de Caxias do Sul, construí meu nome, é a minha pessoa que está sendo atacada — declara a secretária sobre o registro do BO.

A intenção, segundo ela, não era reavivar o pedido de impeachment, pois o meio em que foram feitas as ofensas não é o propósito de seu BO. Reforça que o que está buscando é a apuração das infrações, do crime contra a honra. 

"Atitude arrogante"

Ao saber que a secretária do Meio Ambiente havia registrado o BO, a advogada Letícia Gonçalves Dias Lima revidou de imediato. Em suas redes sociais, ela escreveu, por exemplo: "Eu morro e não vejo tudo!!! Esse é o cúmulo do absurdo. Que ideia genial. A pessoa, em vez de ficar quieta, ainda vai colocar mais lenha na fogueira..." E acrescentou: "Atitudes desnecessárias e arrogantes como esta do BO só reforçam aquela denúncia de represália, lista negra, corretivo, intimidação..."

Letícia, que é especialista em direito ambiental, informa que fará uma análise do que os denunciantes disseram, mostrando que não caluniaram, nem difamaram. Encaminhará para o Ministério Público, além de divulgar o parecer.

— Os fatos trazidos pelos denunciantes são procedentes, as declarações dela não foram suficientes. Coordenei o Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos. O plano foi escrito por mim. Eu sei o que está sendo cumprido, porque é o meu chão — ressalta.

A análise jurídica será feita em nome de alguns denunciantes, "já que a comissão processante não fez o contraponto", diz. O entendimento de Letícia é de que o BO corrobora com a perseguição feita pela atual administração, tentando passar de vilão para vítima.

Leia também  

Protocolado quarto pedido de impeachment do prefeito de Caxias do Sul
Sindicato dos Servidores Municipais de Caxias entra em rota de colisão com o governo Daniel Guerra


 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros