Vereador define como "invasão de competência" convite do prefeito de Caxias para discutir Plano Diretor - Política - Pioneiro

Versão mobile

 

Mirante03/05/2018 | 13h30Atualizada em 03/05/2018 | 13h34

Vereador define como "invasão de competência" convite do prefeito de Caxias para discutir Plano Diretor

Elói Frizzo, que preside a comissão responsável pela análise da proposta do Executivo, diz que iniciativa de discussões é da Câmara

Vereador define como "invasão de competência" convite do prefeito de Caxias para discutir Plano Diretor Franciele Masochi Lorenzett/Divulgação
Frizzo diz que não irá à reunião de segunda-feira, proposta por Guerra aos vereadores, pois se sentiria um joguete Foto: Franciele Masochi Lorenzett / Divulgação

A iniciativa do prefeito Daniel Guerra (PRB) de convidar os vereadores para uma reunião sobre a reformulação do Plano Diretor, na próxima segunda-feira, causou estranhamento ao vereador Elói Frizzo (PSB). Presidente da Comissão de Desenvolvimento Urbano, Transporte e Habitação, responsável pela análise da proposta do Executivo por meio de reuniões públicas, Frizzo reagiu, na quarta-feira:

— O que vai se discutir com 23 vereadores numa reunião técnica, na antevéspera da reunião final de discussão da audiência pública do Plano Diretor? É importante que o prefeito compreenda que a partir do momento que encaminhou à Casa a proposta de revisão do Plano Diretor, a iniciativa de reuniões, de discussões, é da Casa. A não ser que ele retire o Plano Diretor. 

Leia mais
"Isso está uma gritaria geral", diz Frizzo sobre revisão do Plano Diretor de Caxias

Ele definiu como uma invasão de competência. Segundo o vereador, nas audiências públicas a presença dos técnicos ou secretários foi quase zero — citou a presença na audiência da Linha 40 da secretária da Agricultura, Camila Sirena, e os subprefeitos nas reuniões do Desvio Rizzo e Fazenda Souza. Ele disse que muitas questões estão sendo amplamente discutidas pela comissão, que está concluindo o trabalho. Após, será produzido um relatório para que o plenário decida sobre o que fica ou se aprova na integralidade, ou se rejeita na integralidade a proposta encaminhada pelo Executivo. 

Frizzo já aproveitou para dizer que não irá à reunião.

— Até porque me sentiria um joguete, depois de todo esse trabalho. 

Conforme divulgado pela prefeitura, o secretário do Planejamento, Fernando Mondadori, diz que o encontro servirá para sanar dúvidas dos vereadores, explicar o processo que levou à definição do texto e os fundamentos das alterações propostas pelo Executivo.  

Cairia por terra o trabalho da comissão?

"Doença contagiosa?"

O vereador Renato Nunes (PR) insistiu para que o presidente da comissão e demais parlamentares participem. 

— Qual o mal? Vão cair as mãos? Vão cair os braços? Vai pegar alguma doença contagiosa se participar de uma reunião? — disse, ressaltando que sempre foi cobrado diálogo do Executivo e agora que o prefeito marcou a reunião, Frizzo reclama.

Leia também  
Pré-candidato do PRB à Presidência estará em Bento Gonçalves no dia 11
Três candidatos disputam a eleição à prefeitura de Bom Jesus


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros