UAB organiza protesto contra reajuste da tarifa de ônibus, em Caxias - Política - Pioneiro

Versão mobile

 

Mirante14/05/2018 | 08h00Atualizada em 14/05/2018 | 08h00

UAB organiza protesto contra reajuste da tarifa de ônibus, em Caxias

Está marcada reunião para esta segunda-feira para discutir manifestação

UAB organiza protesto contra reajuste da tarifa de ônibus, em Caxias Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Valdir Walter, presidente da UAB, diz que intenção é cobrar do prefeito que ele ache uma solução Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

A União das Associações de Bairros (UAB) pretende realizar um protesto contra o aumento para R$ 4,30 da tarifa do transporte coletivo. Nesta segunda-feira, às 19h, haverá reunião na sede da entidade e estão sendo chamados os movimentos sociais e sindicatos para participar da organização. A manifestação está prevista para ocorrer na Câmara e na prefeitura. A data não está definida.

Leia mais
No Twitter, prefeito de Caxias alfineta Justiça sobre valor da tarifa do transporte coletivo urbano
"Avisei meio mundo", diz vice-prefeito de Caxias sobre reajuste da passagem do transporte coletivo via judicial
Prefeitura de Caxias vai recorrer de decisão judicial que aumenta a tarifa de ônibus para R$ 4,30
Justiça determina passagem de ônibus a R$ 4,30 a partir de 1º de junho em Caxias do Sul 

O presidente da UAB, Valdir Walter, diz que o culpado pela situação é o prefeito Daniel Guerra (PRB), que nunca quis sentar com a empresa. A intenção da mobilização é cobrar do prefeito que ele tente negociar com a Visate. 

— Não se trata de um interesse somente da UAB, mas de toda a comunidade. Queremos que ele ache uma solução. A empresa quis negociar, mas o prefeito travou o pé no chão. É teimoso.

Já o Movimento Comunitário Trabalhista do PDT emitiu nota de repúdio contra o aumento concedido por liminar pelo Judiciário.  

"A população não pode pagar a conta da briga entre o Executivo e a empresa de transporte. A população já está pagando um custo muito alto por falta de saúde, educação e segurança, e agora não pode ser responsabilizada pela falta de diálogo e intransigência administrativa. Apelamos à sociedade civil organizada, movimentos sociais, movimentos sindicais e cidadãos a se manifestar contrário a esses absurdos que estão ocorrendo em Caxias. Estamos cobrando do Legislativo uma posição firme".

Leia também
Falta de pediatras poderá se repetir no Postão 24h de Caxias do Sul
Ana Rech: 30 anos sem ser município 



 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros