Presidente da Câmara de Vereadores de Caxias não atende ao convite do prefeito para reunião sobre o Plano Diretor - Política - Pioneiro

Versão mobile

 

Mirante05/05/2018 | 09h15Atualizada em 05/05/2018 | 09h15

Presidente da Câmara de Vereadores de Caxias não atende ao convite do prefeito para reunião sobre o Plano Diretor

Meneguzzi informou que já tinha outros compromissos oficiais, mas admite que não vê necessidade da reunião proposta por Guerra 

Presidente da Câmara de Vereadores de Caxias não atende ao convite do prefeito para reunião sobre o Plano Diretor Felipe Padilha/Divulgação
Presidente da Câmara esteve com o prefeito e entregou convite para a audiência pública de terça-feira sobre o tema, no Legislativo Foto: Felipe Padilha / Divulgação

A reunião do Executivo com os vereadores sobre a reformulação do Plano Diretor, na segunda-feira, às 16h, a convite do prefeito Daniel Guerra (PRB), não terá a participação do presidente do Legislativo, Alberto Meneguzzi (PSB). Nesta sexta-feira, durante solenidade da Fundação de Assistência Social (FAS), ele informou ao prefeito que não irá e, por sua vez, entregou convite para a audiência pública que a Câmara de Vereadores realiza na terça-feira, às 19h, sobre o tema.

Leia mais
Vereador define como "invasão de competência" convite do prefeito de Caxias para discutir Plano Diretor

No documento, Meneguzzi diz que já tinha outros compromissos oficiais agendados. Porém, independentemente da agenda, ele defende que o fórum para a discussão é a Câmara de Vereadores. O presidente conta que o prefeito ligou no feriado, convidando para a reunião.

— Disse a ele que não via necessidade de reunião técnica. 

O assunto foi levantado nesta semana na Câmara pelo presidente da Comissão de Desenvolvimento Urbano, Transporte e Habitação, Elói Frizzo (PSB), quando definiu como uma invasão de competência e informou que não participaria. 

O convite do prefeito para uma reunião um dia antes da audiência pública promovida pela comissão, naturalmente, pretende buscar a adesão dos vereadores para a aprovação do projeto do Executivo enviado à Câmara. Porém, a Câmara já fez seis reuniões públicas (na União das Associações de Bairros, na Câmara de Indústria, Comércio e Serviços, na Associação dos Engenheiros, Arquitetos, Agrônomos, Químicos e Geólogos, na Linha 40, em Fazenda Souza e no Desvio Rizzo), debatendo e colhendo opiniões de moradores das diferentes regiões do município, cujo resultado será consolidado na terça.

Na audiência pública, está previsto espaço de 30 minutos para a prefeitura se manifestar.

— Tem questões extremamente polêmicas no projeto, a principal é a criação da 5ª Zona Residencial e redução dos índices construtivos na área urbana. Agora está na órbita legislativa  — diz Frizzo.

"Com a comissão não tem jeitinho", diz Frizzo

Segundo o presidente da Comissão de Desenvolvimento Urbano, Transporte e Habitação, não se trata de não dialogar com o governo, pois, conforme diz, não tem havido falta de diálogo com a área técnica. Mas faz questão de reafirmar: "É estranho participar de uma reunião a portas fechadas com o prefeito um dia antes da audiência".

E, claro, não perde a deixa: 

— Com a comissão não tem jeitinho — alfineta, remetendo às acusações anteriores feitas por Guerra aos adversários políticos.

Não se pode ignorar que só o fato de Frizzo estar à frente da discussão pelo Legislativo já é um afastamento das conversas com o prefeito, devido às divergências políticas entre eles amplamente conhecidas. 

O vereador admite que a comissão será desprestigiada se os colegas parlamentares comparecerem.

Leia também
General Mourão fará palestra em Caxias
Vereador barrado em escola registra BO contra Secretaria Municipal de Educação de Caxias
Governador designa grupo para negociar aliança com partidos para as eleições


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros