Escolha da rainha e princesas da Festa da Uva é uma amostra para 2019 - Política - Pioneiro

Versão mobile

 

Mirante19/05/2018 | 08h00Atualizada em 19/05/2018 | 08h00

Escolha da rainha e princesas da Festa da Uva é uma amostra para 2019

Antes de pensar na edição em 2020, vem o desafio de fortalecer o envolvimento comunitário

Escolha da rainha e princesas da Festa da Uva é uma amostra para 2019 Petter Campagna Kunrath, Divulgação/
Daniel Guerra recebeu embaixatrizes em fevereiro, na prestação de contas do primeiro ano do governo Foto: Petter Campagna Kunrath, Divulgação

A escolha da rainha e princesas da Festa da Uva 2019, neste sábado, é a largada oficial para a realização do evento no governo Daniel Guerra (PRB), depois do cancelamento da edição deste ano. A decisão, anunciada em maio do ano passado, quebrando uma tradição de mais de duas décadas, foi motivo de muita polêmica — e ainda é, quando entra em debate o principal evento de Caxias do Sul, sua marca, o turismo e os reflexos econômicos. Agora, surge a informação de que poderá ser realizada anualmente.

Leia mais
Festa da Uva de Caxias do Sul pode ser anual, garante presidente Sandra Randon
Conheça as candidatas a rainha da Festa da Uva
Você sabe quem foram as rainhas da Festa da Uva desde 1933? Confira a lista completa  

Se for confirmado o anúncio feito pela presidente da comissão comunitária, Sandra Randon, serão duas festas no mandato de Guerra, da mesma forma como ocorreu nos governos anteriores. Hoje existe uma cobrança política neste sentido, ou seja, de que o atual governo realizaria apenas uma edição. 

Mas há outra questão, que antes de pensar na realização da Festa em 2020 é preciso trabalhar de imediato: o envolvimento da comunidade, principalmente diante de um governo com dificuldades de relacionamento com variados setores. Só para ficar no tema: as atuais representantes da Festa foram submetidas a várias situações de escanteio.  

A possível edição em 2020 será em ano de eleição municipal, a exemplo do que ocorreu nos outros governos.

Na semana da escolha do novo trio, o vereador Velocino Uez (PDT) fez um apelo na Câmara pelo comprometimento e participação de todos os segmentos da comunidade com o evento. Ressaltou que o adiamento da Festa para o ano que vem faz com que o compromisso seja ainda maior.  

Sem dúvida, o sucesso depende da motivação da cidade e, para tanto, é preciso mudar as relações, buscando a integração de toda a comunidade. Que comece a partir da escolha deste sábado. 

Ah! E os que torcem contra poderiam pensar nos resultados para a cidade e região que a Festa proporciona. 

Sucesso a todas as candidatas!

Leia também
A incompreensível ausência do prefeito Daniel Guerra em compromissos 
Nova composição de Conselho de Saúde agrada opositores de terceirização de Postão de Caxias
Postão 24h de Caxias ficará sem pediatra pelo segundo final de semana seguido 
Visate e prefeitura entram em acordo e passagem de ônibus passará a R$ 3,95 em Caxias 

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros