Anúncio de acordo com caminhoneiros provoca efeito contrário e Temer opta por medida extrema  - Política - Pioneiro

Versão mobile

 

Mirante26/05/2018 | 08h30Atualizada em 26/05/2018 | 08h59

Anúncio de acordo com caminhoneiros provoca efeito contrário e Temer opta por medida extrema 

Mobilização tem forte apoio popular

Anúncio de acordo com caminhoneiros provoca efeito contrário e Temer opta por medida extrema  Lucas Amorelli/Agencia RBS
Na Praça Dante, defensores da intervenção não perderam a deixa na manifestação pró-caminhoneiros Foto: Lucas Amorelli / Agencia RBS

Com o efeito contrário provocado pelo anúncio de acordo com os caminhoneiros, na quinta-feira à noite, e com a paralisação mantida nesta sexta, o presidente Michel Temer (MDB) partiu para a medida extrema, a convocação das Forças Armadas. O anúncio chocou. A mobilização tem considerável apoio popular, mas, o presidente que não tem trânsito junto à população brasileira — chegou a ser expulso no dia 1º de Maio ao ir ao local do desabamento de um prédio em São Paulo —, chamou de minoria radical os que não aceitam o fim do movimento. 

Leia mais  
Temer autoriza uso de forças armadas para desbloquear rodovias
Durante o fim de semana, transporte coletivo em Caxias do Sul irá operar com menos ônibus

A situação é caótica, sim, diante do desabastecimento e consequências; provoca aflição na população, mas, a responsabilidade por ter se chegado a esse estágio é do governo. Caminhoneiros param o país. O Planalto menosprezou, acabou sendo surpreendido pelo alcance da mobilização e agora quer usar a força para fazer o país voltar à normalidade. O que se vê é um governo repudiado por expressiva parcela da sociedade. 

Em Caxias, houve manifestação de agricultores na praça Dante Alighieri em apoio aos caminhoneiros. Lá, se fundiram com os defensores da intervenção militar, que aproveitaram para tentar emplacar suas ideias. Até o movimento Vem pra Rua reapareceu. E teve Fora, Temer.

:: O ex-deputado federal Mauro Pereira gravou novo vídeo nesta sexta-feira, dizendo que é contra o uso das Forças Armadas no país. Por que não usa seu prestígio junto ao presidente?

Leia também  
Crítico do governo Dilma durante paralisações de caminhoneiros, ex-deputado Mauro Pereira agora silencia 
Após cobrança, ex-deputado Mauro Pereira divulga vídeo sobre paralisação dos caminhoneiros
Agora no PSD, ex-vice-prefeito de Caxias diz que governo Temer é "indecente e de ações pornográficas"

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros