Agora no PSD, ex-vice-prefeito de Caxias diz que governo Temer é "indecente e de ações pornográficas" - Política - Pioneiro

Versão mobile

 

Mirante25/05/2018 | 08h00Atualizada em 25/05/2018 | 08h00

Agora no PSD, ex-vice-prefeito de Caxias diz que governo Temer é "indecente e de ações pornográficas"

Antonio Feldmann deixou o MDB em 26 de março, poucos dias depois de sair do Ministério do Desenvolvimento Social

Agora no PSD, ex-vice-prefeito de Caxias diz que governo Temer é "indecente e de ações pornográficas" Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Feldmann fez postagens por causa dos reflexos com o preço dos combustíveis, que resultou na greve dos caminhoneiros Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

O ex-vice-prefeito Antonio Feldmann fez uma série de postagens no Twitter em tom de opositor ferrenho ao governo Michel Temer (MDB). Pré-candidato a deputado federal pelo PSD, partido ao qual se filiou em 2 de abril, ele deixou o cargo de diretor no Ministério do Desenvolvimento Social, sob o comando do MDB, em 6 de março. Em 26 de março, ele se desfiliou do partido do governador José Ivo Sartori, ao qual pertenceu por 20 anos.

Leia mais  
Ex-vice-prefeito de Caxias do Sul assume como assessor da bancada do PSD na Assembleia Legislativa

Feldmann tuitou, por exemplo: "Governo de ações pornográficas, que não tem mais nenhuma autoridade moral e nem legitimidade, e que o governo Michel Temer ACABOU".

Ele destaca que fez manifestações sobre a política de preços de combustíveis ainda em janeiro e mostra os tuítes da época.

O ex-vice-prefeito quer se descolar do governo federal e de sua impopularidade, mas é complicado, afinal, fazia parte dele após a derrota das eleições municipais de 2016.

Leia também  
Após cobrança, ex-deputado Mauro Pereira divulga vídeo sobre paralisação dos caminhoneiros
Crítico do governo Dilma durante paralisações de caminhoneiros, ex-deputado Mauro Pereira agora silencia 

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros