Novo prefeito de Bom Jesus será escolhido em 3 de junho - Política - Pioneiro

Versão mobile

 

Após cassação19/04/2018 | 14h12Atualizada em 20/04/2018 | 07h18

Novo prefeito de Bom Jesus será escolhido em 3 de junho

Frederico Arcari Becker e o vice, Sérgio Varela, ambos do PP, deixaram os cargos por decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE)

Novo prefeito de Bom Jesus será escolhido em 3 de junho Guerreiro/Divulgação PMPA/Divulgação
Prefeito frederico Arcari Becker (PP) foi afastado do cargo em 6 de abril Foto: Guerreiro/Divulgação PMPA / Divulgação

As novas eleições para prefeito e vice-prefeito de Bom Jesus, nos Campos de Cima da Serra, serão realizadas em 3 de junho. A data foi determinada terça-feira (17) e publicada na edição de quarta-feira (18) do Diário Eletrônico da Justiça Eleitoral do Rio Grande do Sul.

Leia mais:
Após decisão do TRE, presidente da Câmara de Vereadores assume prefeitura de Bom Jesus
Prefeito de Bom Jesus é afastado do cargo por compra de votos

Em 2 de abril, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) rejeitou por unanimidade os embargos de declaração protocolados pela defesa do prefeito de Bom Jesus, Frederico Arcari Becker (PP) e do vice, Sérgio Varela (PP). Quatro dias depois, ambos foram afastados do cargo, que foi assumido pelo então  presidente da Câmara de Vereadores, Rafael Oliveira Silveira (PP).

A cassação atende a um pedido do Ministério Público Eleitoral, que acusa a coligação "Superando Desafios com Trabalho e Dedicação" de irregularidades na compra de 400 cestas básicas e distribuição de 309 delas em ano eleitoral. A chapa, é formada por PDT, PP, PRB, PT e PSDB. Outra irregularidade apontada pelo Ministério Público é a reposição, também em ano eleitoral, da inflação de nove anos para os servidores municipais e contratações temporárias, quando havia concurso homologado.

A advogada de Frederico Arcari Becker, Maritânia Dallagnol, disse que ingressou com recurso especial para o Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A apreciação da admissibilidade fica a cargo do presidente do TRE-RS. Se ele rejeitar, a defesa irá recorrer diretamente ao TSE por meio de um agravo de instrumento.

Leia também  
Presidente da UAB, de Caxias do Sul, se desfilia do PT
Situação financeira do Hospital Geral de Caxias será abordada em reunião do Governo
Proibição da coleta de pinhão em áreas de preservação é reforçada pelo Samae

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros