Néspolo desiste de concorrer a deputado estadual - Política - Pioneiro
 

Mirante09/04/2018 | 18h44Atualizada em 09/04/2018 | 19h00

Néspolo desiste de concorrer a deputado estadual

Pedetista não é mais pré-candidato e permanece na presidência da GramadoTur

Néspolo desiste de concorrer a deputado estadual Roni Rigon/Agencia RBS
Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

O presidente da GramadoTur, Edson Néspolo (PDT), não irá mais concorrer na eleição deste ano. Ele tinha a intenção de disputar uma vaga de deputado estadual, mas desistiu da pré-candidatura. Os motivos para deixar a corrida eleitoral são pessoais. Ele não quis dar detalhes. 

Néspolo diz que irá aguardar as definições do partido para manifestar quem receberá seu voto para a Assembleia Legislativo. Mas adianta que dificilmente irá apoiar Vinicius Ribeiro. Levado à política pelas mãos de Néspolo, Vinicius não abriu mão de concorrer em outubro. 

— Concorreu três vezes, não se elegeu nenhuma (assumiu como suplente em duas legislaturas). Se tem eleição todo dia, concorre todo dia — desabafou Néspolo, acrescentando que até pode votar em Vinicius se ele for o único candidato a deputado estadual por Caxias, mas contra sua vontade. 

Diante da desistência, o presidente municipal do PDT, Alceu Barbosa Velho, irá convocar uma reunião para a próxima semana. Ele lamenta a decisão de Néspolo, já que considera o colega de sigla credenciado para o cargo de deputado. Néspolo já foi vereador, secretário municipal e concorreu a prefeito na eleição de 2016.

— É uma perda muito grande. Mas temos agora o Vinicius. E, de certa forma, pacifica a questão entre os dois — acredita Alceu. 

Nem tão pacífico 

No entanto, outros pedetistas já manifestaram que irão avaliar a possibilidade de concorrer já que Néspolo estará fora da disputa. Miguel Grazziotin é um deles. Diz que com a desistência de Néspolo, seu grupo dentro do PDT "reivindica e exige a vaga". 

O vereador Rafael Bueno, que iria apoiar a candidatura de Néspolo, agora cogita a possibilidade de concorrer. Segundo ele, está sendo procurado por lideranças para disputar a Assembleia.

Já o vereador Gustavo Toigo, que também era pré-candidato a deputado estadual, diz que há vinte dias retirou seu nome da disputa, justamente para não criar óbices ao entendimento dos dois pré-candidatos do PDT. 

— Sou defensor de uma candidatura a federal e uma a estadual. Neste sentido, chance zero de voltar a postular uma vaga. O partido deve se reunir e tirar uma posição definitiva. Sou partidário da construção coletiva e a favor de Caxias do Sul — declara Toigo.

Alceu garante que irá considerar todas as manifestações na reunião do PDT na próxima semana. 

Leia também
Após decisão do TRE, presidente da Câmara de Vereadores assume prefeitura de Bom Jesus
Por unanimidade, comissão do impeachment aprova relatório final do processo contra o prefeito de Caxias do Sul
Lula e PT exploram prisão para uso político
"Sou um político em extinção", diz Chico Spiandorello, atualmente no DEM

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros