Marcada sessão de julgamento do impeachment do prefeito de Caxias do Sul - Política - Pioneiro

Versão mobile

 

Votação do parecer final12/04/2018 | 18h54Atualizada em 12/04/2018 | 19h06

Marcada sessão de julgamento do impeachment do prefeito de Caxias do Sul

Votação dos sete itens da denúncia ocorrerá na próxima segunda-feira, às 8h30min, na Câmara de Vereadores

Marcada sessão de julgamento do impeachment do prefeito de Caxias do Sul Matheus Teodoro / Divulgação/
Foto: Matheus Teodoro / Divulgação
Pioneiro
Pioneiro

A sessão de julgamento que irá analisar o parecer da Comissão Processante pelo arquivamento do pedido de impeachment do prefeito de Caxias do Sul, Daniel Guerra (PRB), será realizada na próxima segunda-feira, dia 16, às 8h30min, no plenário da Câmara de Vereadores. O chefe de Executivo foi notificado no início da noite desta quinta.

Leia mais:
Votação do parecer pelo arquivamento do impeachment do prefeito de Caxias ainda não tem data
Sem votos para aprovar impeachment do prefeito de Caxias, improcedência da denúncia era o caminho esperado

Na terça-feira, a comissão apresentou o parecer final pela improcedência da denúncia de infrações político administrativas contra Guerra, que é embasada em sete tópicos. O documento precisa passar pela análise do plenário.

O processo foi reunido em 6 volumes, com mais de 4 mil páginas.

 Sessão de julgamento

- Mesmo com o relatório final da Comissão Processante sendo pela improcedência da denúncia, o parecer precisa ser votado pelos 23 vereadores em plenário.

- Será uma votação para cada um dos tópicos.

- Cada vereador tem 15 minutos para se manifestar.

- Depois o prefeito ou seu procurador tem 2 horas para a defesa. 

O que pode acontecer

- Impeachment aprovado: Com afastamento do prefeito Daniel Guerra (PRB). São necessários 2/3 dos votos dos 23 vereadores, ou 16 votos, pela rejeição do relatório da Comissão Processante, que recomenda a improcedência da denúncia.

- Impeachment rejeitado: Prefeito Daniel Guerra continua no cargo. São necessários ao menos 8 votos pela aprovação do relatório da Comissão Processante. Na contabilidade de hoje, já haveria 12 votos pela aprovação.

Os 7 tópicos

1. Descumprimento de ordem judicial para suprimento de vagas na educação infantil.

2. Descumprimento de lei municipal relativa à destinação de recursos para o Financiarte.

3. Descumprimento de lei federal que exige autorização do Conselho Municipal de Saúde para terceirizações como a proposta pela prefeitura para o Pronto-Atendimento 24 Horas, o Postão.

4. Descumprimento de lei sobre composição do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente, o Comdema.

5. Descumprimento de metas fixadas para 2017 pelo Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos.

6. Interferência do Executivo no funcionamento da Câmara de Vereadores.

7. Descumprimento de lei e de ordem judicial a respeito do mandato do vice-prefeito Ricardo Fabris de Abreu.

Leia também:
Tribunal de Justiça libera entrada de presos na penitenciária do Apanhador
Postão muda gestão pela terceira vez em pouco mais de um ano em Caxias

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros