Marcada sessão de julgamento do impeachment do prefeito de Caxias do Sul - Política - Pioneiro

Versão mobile

 

Votação do parecer final12/04/2018 | 18h54Atualizada em 12/04/2018 | 19h06

Marcada sessão de julgamento do impeachment do prefeito de Caxias do Sul

Votação dos sete itens da denúncia ocorrerá na próxima segunda-feira, às 8h30min, na Câmara de Vereadores

Marcada sessão de julgamento do impeachment do prefeito de Caxias do Sul Matheus Teodoro / Divulgação/
Foto: Matheus Teodoro / Divulgação
Pioneiro
Pioneiro

A sessão de julgamento que irá analisar o parecer da Comissão Processante pelo arquivamento do pedido de impeachment do prefeito de Caxias do Sul, Daniel Guerra (PRB), será realizada na próxima segunda-feira, dia 16, às 8h30min, no plenário da Câmara de Vereadores. O chefe de Executivo foi notificado no início da noite desta quinta.

Leia mais:
Votação do parecer pelo arquivamento do impeachment do prefeito de Caxias ainda não tem data
Sem votos para aprovar impeachment do prefeito de Caxias, improcedência da denúncia era o caminho esperado

Na terça-feira, a comissão apresentou o parecer final pela improcedência da denúncia de infrações político administrativas contra Guerra, que é embasada em sete tópicos. O documento precisa passar pela análise do plenário.

O processo foi reunido em 6 volumes, com mais de 4 mil páginas.

 Sessão de julgamento

- Mesmo com o relatório final da Comissão Processante sendo pela improcedência da denúncia, o parecer precisa ser votado pelos 23 vereadores em plenário.

- Será uma votação para cada um dos tópicos.

- Cada vereador tem 15 minutos para se manifestar.

- Depois o prefeito ou seu procurador tem 2 horas para a defesa. 

O que pode acontecer

- Impeachment aprovado: Com afastamento do prefeito Daniel Guerra (PRB). São necessários 2/3 dos votos dos 23 vereadores, ou 16 votos, pela rejeição do relatório da Comissão Processante, que recomenda a improcedência da denúncia.

- Impeachment rejeitado: Prefeito Daniel Guerra continua no cargo. São necessários ao menos 8 votos pela aprovação do relatório da Comissão Processante. Na contabilidade de hoje, já haveria 12 votos pela aprovação.

Os 7 tópicos

1. Descumprimento de ordem judicial para suprimento de vagas na educação infantil.

2. Descumprimento de lei municipal relativa à destinação de recursos para o Financiarte.

3. Descumprimento de lei federal que exige autorização do Conselho Municipal de Saúde para terceirizações como a proposta pela prefeitura para o Pronto-Atendimento 24 Horas, o Postão.

4. Descumprimento de lei sobre composição do Conselho Municipal de Defesa do Meio Ambiente, o Comdema.

5. Descumprimento de metas fixadas para 2017 pelo Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos.

6. Interferência do Executivo no funcionamento da Câmara de Vereadores.

7. Descumprimento de lei e de ordem judicial a respeito do mandato do vice-prefeito Ricardo Fabris de Abreu.

Leia também:
Tribunal de Justiça libera entrada de presos na penitenciária do Apanhador
Postão muda gestão pela terceira vez em pouco mais de um ano em Caxias

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros