Líder do Governo na Câmara de Vereadores de Caxias sobre não se manifestar: "Vou encher linguiça?" - Política - Pioneiro
 

Mirante18/04/2018 | 15h47Atualizada em 18/04/2018 | 15h47

Líder do Governo na Câmara de Vereadores de Caxias sobre não se manifestar: "Vou encher linguiça?"

Chico Guerra (PRB) justificou que não falou na sessão de impeachment porque estava todo mundo "morto, cansado"

Líder do Governo na Câmara de Vereadores de Caxias sobre não se manifestar: "Vou encher linguiça?" Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Líder do governo, Chico Guerra, irmão do prefeito, disse que imprensa quer destruir Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

O líder do Governo de Daniel Guerra (PRB) na Câmara de Vereadores, seu irmão Chico Guerra (PRB), admitiu na sessão desta quarta-feira que não tinha condições de argumentar sobre o processo de impeachment do chefe do Executivo. Se falasse, iria "encher linguiça". 

Leia mais
Ex-prefeito de Caxias do Sul apela para entendimento entre governo e vereadores
Após 20 horas, prefeito de Caxias do Sul assina carta à população em tom de cautela
Resultado previsível. Daniel Guerra fica, mas soou o alarme
Veja como cada vereador votou no impeachment do prefeito de Caxias do Sul 

Ao referir-se de forma grosseira à imprensa que questionou o fato de ele não ter usado seus 15 minutos na sessão de segunda-feira, quando foi votado e aprovado o parecer da Comissão Processante pela improcedência da denúncia contra o prefeito, Chico disse:

— Por que eu vou falar, se tem um advogado da defesa que vai falar duas horas? O que eu vou encher linguiça? 

Para Chico, a imprensa "quer destruir e criar tumulto". Ele disse que não falou porque estava todo mundo "morto, cansado". Seguindo a tática conhecida de culpar a imprensa, afirmou que era muita falta de inteligência, falta de capacidade de pensar ao fazer tal comentário. Ele citou o Pioneiro e a Rádio Caxias.

É conhecida a atuação apática do líder do Governo. Quem não teme enfrentar a oposição, mesmo podendo ser torpedeado, é Renato Nunes (PR). Tanto que Nunes se pronunciou em defesa do prefeito na sessão do impeachment (se quisesse, Chico poderia ter se inscrito para falar logo que abriu o espaço de manifestações, sem obrigatoriamente usar 15 minutos). Pela lógica, no entendimento do líder, a manifestação do colega da base governista foi para encher linguiça.

Leia também
Situação financeira do Hospital Geral de Caxias será abordada em reunião do Governo
Lei prevê penas mais rigorosas para motoristas bêbados a partir desta quinta

 


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros