Jair Bolsonaro tem recepção calorosa em tom de campanha, em Caxias  - Política - Pioneiro

Versão mobile

 

Mirante05/04/2018 | 22h53Atualizada em 05/04/2018 | 23h03

Jair Bolsonaro tem recepção calorosa em tom de campanha, em Caxias 

Pré-candidato contou com a euforia de apoiadores e explorou momento da prisão de Lula determinada por Moro

Jair Bolsonaro tem recepção calorosa em tom de campanha, em Caxias  Marcelo Casagrande/Agencia RBS
Bolsonaro recebeu presentes da cultura gaúcha quando discursava em frente ao aeroporto Foto: Marcelo Casagrande / Agencia RBS

O pré-candidato à Presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL-RJ), teve uma recepção calorosa no contato direto com simpatizantes em Caxias do Sul, tanto no Aeroporto Hugo Cantergiani, quanto no salão da Igreja Nossa Senhora da Saúde. Ele também visitou o 12º Batalhão de Polícia Militar e a Câmara de Indústria, Comércio e Serviços (CIC). Foi uma agenda cheia, de muitos contatos. 

Bolsonaro veio a Caxias um dia após o Supremo Tribunal Federal (STF) ter aberto o caminho para a prisão do ex-presidente Lula (PT), ao rejeitar o habeas corpus preventivo. Contava, portanto, com toda a euforia dos que têm aversão aos partidos de esquerda. 

Leia mais
Em Caxias do Sul, Jair Bolsonaro comemora a prisão de Lula

"É difícil ser patrão no Brasil", diz Jair Bolsonaro na CIC de Caxias do Sul

Simpatizantes recepcionam Jair Bolsonaro no aeroporto em Caxias do Sul
Apoiadores de Bolsonaro cantam "presidente honesto" e criticam o ex-presidente Lula, em Caxias do Sul
Jair Bolsonaro comentou com policiais sobre o receio com o fim do auto de resistência no 12º BPM, em Caxias do Sul 

Havia um clima de expectativa e ansiedade entre os que aguardavam a chegada no aeroporto. Eram muitos (muitos, mesmo) gritos de "Mito" ou de frases como "1, 2, 3, 4, 5, mil, queremos Bolsonaro presidente do Brasil", "Eu vim de graça", "Ô, ô, ô! O capitão chegou", além, claro, das camisetas com o slogan "É melhor Jair se acostumando". Do alto de um caminhão de som, Bolsonaro referiu-se à decisão do STF, assunto que mexe com toda a política nacional , dizendo: 

– Ontem (quarta-feira), nós fizemos um gol, mas esse jogo ainda tem que ser jogado - disse nesta quinta-feira. 

Depois, aproveitou para afirmar que "acabou a era do PT".

— O povo merece um presidente, um homem ou mulher, que seja honesto, que seja patriota... Eles (adversários) continuam me chamando de tudo, mas nunca me chamarão de? — perguntou à plateia.

A resposta veio em coro:

— Corrupto.

Quando discursava, em frente ao aeroporto, Bolsonaro recebeu um boneco Pixuleco. Deu um chute. O mesmo ocorreu no salão da igreja.

 CAXIAS DO SUL, RS, BRASIL 05-04-2018O deputado federal Jair Bolsonaro (PSL) em visita a Caxias do Sul. Foto no salão paroquial da igreja de Nossa Senhora da Saúde. (Felipe nyland/Agência RBS)
Por duas vezes, pré-candidato não perdeu a chance de chutar o PixulecoFoto: Felipe Nyland / Agencia RBS

A presença de Bolsonaro na cidade teve toda conotação de campanha eleitoral. Pouco antes de deixar o 12º BPM tentou tirar essa impressão. Disse que não estava tratando de política partidária, estava apenas viajando o Brasil. Logo em seguida, na CIC, não resistiu. Admitiu que o senador Magno Malta (PR/ES) pode ser seu vice e falou em redução de ministérios, se eleito.

A alegria do pré-candidato ficou completa quando soube que o juiz Sergio Moro havia anunciado a prisão de Lula.  

— Quem tem uma vida pregressa como ele, não merece votos, merece a cadeia — havia declarado pouco antes ao Mirante, à saída do 12º BPM.

Bolsonaro confirmou ter popularidade entre os caxienses, mas nem tudo é perfeito. Não faltou uma deslizada. E que rendeu vaia. 

— Aqui em Caxias, o meu time é o Brasil de Pelotas — disse, no salão da igreja.

Para quem queria ver e ouvir Bolsonaro, foi um prato cheio.

Leia também
3por4: Sorteio de ingressos para o filme sobre Edir Macedo a servidores municipais de Caxias causa polêmica nas redes sociais
Polícia encerra inquérito sobre caso Naiara com indiciamento e pedido de prisão preventiva de autor confesso

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros