Adversários, prefeito de Caxias e ex-prefeito estão em meio a decisões desfavoráveis - Política - Pioneiro

Versão mobile

 

Mirante30/04/2018 | 13h45Atualizada em 30/04/2018 | 13h45

Adversários, prefeito de Caxias e ex-prefeito estão em meio a decisões desfavoráveis

Guerra virou réu em ação penal. TCE determinou que Alceu restitua mais de R$ 430 mil aos cofres públicos

Adversários, prefeito de Caxias e ex-prefeito estão em meio a decisões desfavoráveis Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Alceu e Guerra em encontro protocolar antes da posse Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

As notícias para o prefeito Daniel Guerra (PRB) e o ex-prefeito Alceu Barbosa Velho (PDT), adversários sem trégua, não foram nada favoráveis na semana que passou. O primeiro tornou-se réu na queixa-crime impetrada pelo ex-prefeito, por calúnia, injúria e difamação, em virtude de declarações feitas em abril do ano passado. 

Leia também
Audiência termina sem conciliação entre o prefeito de Caxias, Daniel Guerra, e o ex-prefeito Alceu 
Ex-prefeito de Caxias do Sul deverá ressarcir R$ 431 mil aos cofres públicos

Já Alceu teve que amargar a decisão do Tribunal de Contas do Estado (TCE) de ressarcir o município em mais de R$ 430 mil, além de sofrer multa de R$ 1,5 mil, referente à  transação judicial em matéria tributária sem autorização legislativa considerada necessária (cobrança de IPTU por lotes individualizados de empreendimento imobiliário).

São situações diferentes, mas que provocam dor de cabeça. No caso de Guerra, não se trata de um processo por ação administrativa e, sim, de âmbito pessoal advindo de rixa com o inimigo político, que se sentiu ofendido pelas palavras do prefeito, quando esse falou nos "acostumados a mamar no dinheiro público, ao jeitinho, às negociatas, aos rolos, aos fura-filas e às pilantragens". É preciso aguardar a tramitação do processo e seu desfecho. 

Alceu, por sua vez, vai recorrer da decisão do TCE para tentar alterar a decisão e, consequentemente, reduzir o bombardeio que pesa sobre ele. Pré-candidato a deputado federal, o desgaste neste momento é inevitável — os aliados do governo não perderão a chance de explorar ao máximo, bem como, alguns adversários na corrida eleitoral. 

A medida pode ser revertida, mas vale lembrar que nenhum governante está livre de ter indicação de irregularidades. É bom ter cuidado ao apontar o dedo.

Leia também
Em acampamento pró-Lula, presidente do Sindicato dos Jornalistas do RS dificulta trabalho da imprensa 
Caçamba no meio da calçada em Caxias atrapalha passagem de pedestres
Vereador propõe que obras inacabadas não sejam inauguradas pelo governo municipal, em Caxias

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros