Sessão de julgamento do processo de impeachment do prefeito de Caxias deve ocorrer em 6 ou 9 de abril - Política - Pioneiro

Vers?o mobile

 
 

Mirante31/03/2018 | 08h00Atualizada em 31/03/2018 | 08h00

Sessão de julgamento do processo de impeachment do prefeito de Caxias deve ocorrer em 6 ou 9 de abril

Estas são as datas cogitadas para a votação pela Câmara do parecer da Comissão Processante, que pode ser pela procedência ou arquivamento

Sessão de julgamento do processo de impeachment do prefeito de Caxias deve ocorrer em 6 ou 9 de abril Roni Rigon/Agencia RBS
Daniel Guerra apresenta as razões escritas na próxima segunda-feira e após será emitido o parecer pela Comissão Processante Foto: Roni Rigon / Agencia RBS

Ainda não está definida a data em que será votado pela Câmara de Vereadores de Caxias o parecer sobre o processo de impeachment do prefeito Daniel Guerra (PRB), dando um desfecho para o caso, mas a possibilidade é de que ocorra no dia 6 (sexta-feira) ou no dia 9 de abril (segunda-feira), em sessão extraordinária. 

Leia mais
Com posição do PSD, prefeito de Caxias garante votos para derrubar pedido de impeachment
Vereadores saem da retranca sobre impeachment de prefeito de Caxias do Sul
Prefeito de Caxias do Sul não comparece ao depoimento na comissão do impeachment

Essas são as datas que vêm sendo cogitadas para a votação em plenário. A convocação será feita pelo presidente da Câmara, Alberto Meneguzzi (PSB). O prefeito tem que ser comunicado 24 horas antes.

Com o encerramento das oitivas pela Comissão Processante na última segunda-feira, quando não houve o comparecimento de Guerra para depor, passou a contar o prazo de cinco dias para que apresente as razões escritas. As razões serão protocoladas na segunda-feira.

A partir daí, a comissão emite o parecer final pela procedência ou improcedência e, então, o presidente da Câmara convoca a sessão para julgamento. Está em análise o rito desta sessão. 

O prefeito precisa de oito votos para derrubar um eventual parecer pela cassação. Pelos posicionamentos, Guerra tem estes oito votos – além dos governistas Chico Guerra (PRB) e Renato Nunes (PR) e dos vereadores Arlindo Bandeira (PP) e Neri, O Carteiro (SD), por meio de nota oficial, o PCdoB de Renato Oliveira, o PT de Denise Pessôa e Rodrigo Beltrão, e o PSD de Kiko Girardi manifestaram-se contra o impeachment.

O presidente da Câmara também vota.

Leia também
Caxias do Sul perderá um deputado federal na próxima semana
Vereadora quer criar vaga gratuita no transporte escolar em Caxias
Câmara de Vereadores de Caxias do Sul aprova a identificação de grupo sanguíneo de motociclistas
Saiba qual será o roteiro de Jair Bolsonaro em Caxias do Sul 

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros