Vereador publica vídeos pedindo apoio contra impeachment do prefeito de Caxias - Política - Pioneiro

Versão mobile

 

Mirante19/02/2018 | 08h00Atualizada em 19/02/2018 | 08h00

Vereador publica vídeos pedindo apoio contra impeachment do prefeito de Caxias

Renato Nunes usou cartaz com fotos de parlamentares, prefeito, vice e de Alceu Barbosa Velho. Ele prega "intervenção popular"

Vereador publica vídeos pedindo apoio contra impeachment do prefeito de Caxias Facebook/Reprodução
Nunes fala sobre vereadores e faz apelo para que Caxias se mobilize, deixando claro que a situação de Daniel Guerra na Câmara é muito delicada Foto: Facebook / Reprodução

O vereador Renato Nunes (PR) está tentando sensibilizar alguns vereadores para que sejam contrários ao impeachment de Daniel Guerra (PRB) e, ao mesmo tempo, busca mobilizar os apoiadores para que reajam. 

Nunes gravou três vídeos em que aparece como um professor (ele gosta desse tipo de apresentação) nos Pavilhões da Festa da Uva, tendo o Monumento Jesus Terceiro Milênio ao fundo, e publicou nas redes sociais. Num cartaz, estão as fotos dos vereadores, do prefeito, do vice Ricardo Fabris de Abreu (sem partido) e do ex-prefeito Alceu Barbosa Velho (PDT). 

Leia mais:
Processo de impeachment de prefeito de Caxias do Sul andará na quinta-feira

Não deixa de ser folclórico. Transparece que o vereador está aflito. Tanto ele quanto a esposa ficarão desempregados numa eventual saída de Guerra (a esposa é CC na Codeca). Mas, se ele conseguir dar uma injeção de ânimo em alguns defensores do prefeito para que se mobilizem com seriedade, sem ofensas, marca ponto pró-governo.

Nunes é ousado: prega uma intervenção popular, desafio que até agora parece longe de se concretizar. Pede aos eleitores que votaram em Guerra e também em vereadores que foram eleitos, que pressionem seu parlamentar para ser contrário ao impeachment. 

Caso o parecer final da Comissão Processante da Câmara de Vereadores seja favorável à cassação, Guerra precisa de oito votos para barrá-lo. Até agora, tem quatro.

Confira algumas manifestações de Nunes nos vídeos:

:: Aos vereadores do PT, Rodrigo Beltrão e Denise Pessôa, e do PCdoB, Renato Oliveira, lembrou que defenderam a ex-presidente Dilma Rousseff (PT) e disse:
— Agora quero ver se vocês vão querer dar o golpe ou se vão querer lutar em prol da democracia.

:: Para Kiko Girardi (PSD), que teve o mandato cassado por ter trocado de partido na legislatura passada, mediante ação do PT:
— O senhor sabe o quanto é ruim ser eleito pelo povo, e dois ou três tirarem o mandato.

:: Para Paula Ioris (PSDB):
— A senhora vai querer manchar o seu mandato, o seu trabalho, pedindo a cabeça de um prefeito que foi eleito com quase 150 mil votos? Por favor, não se deixe levar por conversa fiada.

:: Ele aponta para Elói Frizzo (PSB), Rafael Bueno (PDT) e Alceu Barbosa Velho (PDT) e diz, ainda em recado para Paula, "pessoas que estão tentando lhe influenciar".

:: Sobre Rafael Bueno (PDT):
— Esse aqui eu não vou comentar, pode até deletar do vídeo. Vereador que joga tijolo nas pessoas, que tenta passar com carro em cima da pessoa...

:: Sobre Alceu, lembra as declarações de que não nasceu para a política depois de 20 anos exercendo vários mandatos:
— Quando viu que ia perder as eleições, disse: “Vou sair da política”. Passou as eleições, ele foi lá e assumiu o PDT (presidente). Não queria mais saber de política. Chegou a falar que quer voltar a ser candidato a prefeito e agora está se apresentando como pré-candidato a deputado estadual (o correto é federal). 

:: Para Elói Frizzo:
— Olha quem é o relator. Você gostaria de ficar na mão dos seus maiores inimigos, dos seus maiores adversários, daquelas pessoas que não gostam de você, que querem que você se dane, se exploda? 

:: Sobre o vice-prefeito:
— Uma pessoa que recebeu a maior confiança do prefeito Daniel Guerra para ser o vice dele. Foi só o prefeito ser eleito, o sujeito começou a brigar, a exigir, querer ser mais que o prefeito, queria mandar mais que o prefeito... Se tornou inimigo. 

Leia também:  
"Não deveria se declarar suspeito?", questiona advogado do prefeito de Caxias sobre relator do impeachment


 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros