Ex-vice-prefeito de Caxias do Sul evita falar sobre saída do PMDB - Política - Pioneiro

Versão mobile

 

Mirante26/02/2018 | 10h00Atualizada em 26/02/2018 | 10h00

Ex-vice-prefeito de Caxias do Sul evita falar sobre saída do PMDB

Antonio Feldmann cita uma passagem da Bíblia: há tempo para tudo

Ex-vice-prefeito de Caxias do Sul evita falar sobre saída do PMDB Felipe Nyland / Agência RBS/
Foto: Felipe Nyland / Agência RBS

O ex-vice-prefeito Antonio Feldmann evita falar sobre a possível saída do PMDB. Sua família já retornou a Caxias. Ele não quis informar quando deixará o Ministério do Desenvolvimento Social, em Brasília. Em uma postagem no Facebook, Feldmann comentou que, na primeira quinzena de março, já deverá estar em definitivo em Caxias.

Feldmann pretende concorrer a deputado federal, porém, é difícil que o partido saia com dois nomes do PMDB de Caxias. O atual deputado federal Mauro Pereira é o preferencial por já exercer o mandato, além de sua proximidade com os caciques do partido em Brasília. 

Questionado sobre sua permanência ou não no PMDB, o ex-vice disse que não pode falar nada, pois “em política e como na vida, há tempo para tudo”. E emendou:

– Como bom ex-seminarista, estou lendo muito o livro da Bíblia, Eclesiastes, capítulo 3.

Os rumores são de que Feldmann iria para o PSD, partido do atual vice-governador, José Paulo Cairolli.

"Tempo para tudo"

A propósito, o capítulo 3 de Eclesiastes, em seu início, em uma das traduções da Bíblia, é uma passagem bastante conhecida, e diz o seguinte:

"Para tudo há um tempo, para cada coisa há um momento debaixo dos céus: tempo para nascer, e tempo para morrer; tempo para plantar, e tempo para arrancar."

Leia mais:
Prefeito de Caxias terá que pagar multa de R$ 30 mil por rejeição de contas da campanha eleitoral
Câmara de Caxias do Sul volta atrás e decide transmitir depoimento do prefeito Daniel Guerra


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros