Depoimentos na comissão do impeachment do prefeito de Caxias não terão transmissão ao vivo  - Política - Pioneiro
 

Processo23/02/2018 | 08h00Atualizada em 23/02/2018 | 08h00

Depoimentos na comissão do impeachment do prefeito de Caxias não terão transmissão ao vivo 

Oitivas serão abertas ao público e à imprensa, porém, não haverá transmissões em tempo real, nem mesmo pela TV Câmara

Depoimentos na comissão do impeachment do prefeito de Caxias não terão transmissão ao vivo  Clever Moreira/Divulgação
Sala onde serão tomados os depoimentos tem capacidade de 60 lugares Foto: Clever Moreira / Divulgação

O prefeito Daniel Guerra (PRB) será o primeiro a depor no processo de impeachment contra ele. A oitiva (tomada de depoimento) está marcada para o dia 5 de março, às 9h, e será aberta ao público e à imprensa, porém, não haverá transmissões ao vivo, nem mesmo pela TV Câmara. A Câmara de Vereadores gravará o depoimento e irá disponibilizar o vídeo, na íntegra, somente no dia seguinte. Veículos de comunicação não poderão transmitir em tempo real nem registrar em áudio ou imagens. Somente as emissoras de tevê poderão gravar, porém, por cinco minutos, antes de iniciar-se, de fato, a oitiva. 

Leia mais
Prefeito de Caxias do Sul irá depor no dia 5 de março na Comissão Processante do impeachment

O procedimento vale também para os depoimentos das testemunhas de defesa, agendados para os dias seguintes. As audições serão realizadas na Sala das Comissões Vereadora Geni Peteffi, que tem capacidade de 60 lugares, incluindo os reservados para jornalistas credenciados. Conforme a assessoria de comunicação da Câmara, o preenchimento de lugares pela comunidade será por ordem de chegada. Mas os mesmos lugares poderão ser ocupados ainda por vereadores não integrantes da Comissão Processante e assessores. 

Na sala de depoimentos, será proibido o uso de celulares ou quaisquer outros equipamentos de áudio, filmagem ou fotografia tanto pela imprensa quanto pelo público. Caso esse uso for flagrado, a pessoa será convidada a se retirar da sala.

O formato foi decidido pela Comissão Processante e comunicado nesta quinta-feira, juntamente com o calendário das oitivas. No material enviado, a comissão também informou que desde esta quinta, até o término dos depoimentos, nenhum de seus integrantes irá conceder entrevistas. A comissão é formada pelos vereadores Edson da Rosa (PMDB, presidente), Elói Frizzo (PSB, relator) e Velocino Uez (PDT, revisor). 

>> Calendário das oitivas

5 de março, às 9h: prefeito Daniel Guerra.
6 de março, às 14h30min: Júlio Cesar Freitas da Rosa, chefe de Gabinete da prefeitura, e Luiz Eduardo Caetano, secretário de Governo.
7 de março, às 14h30min: Darcy Ribeiro Pinto Filho e Fernando Vivian, ex-secretários da Saúde, e Deysi Piovesan, atual titular da pasta.
8 de março, às 14h30min: Patrícia Rasia, secretária do Meio Ambiente, e Marina Mattielo, secretária da Educação.
9 de março, às 9h: Joelmir da Silva Neto, secretário da Cultura; e Leonardo da Rocha de Souza, ex-procurador-geral do município. 

Leia também
Projeto que prevê faturas em braile em Caxias do Sul irá virar lei
Onze vereadores de Caxias do Sul devem concorrer na eleição deste ano
Câmara de Caxias coloca em vigor normas para aumentar segurança

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros