"Todo o esforço será realizado para que os eventos ocorram de forma pacífica", diz Schirmer em resposta a Pepe Vargas - Política - Pioneiro

Vers?o mobile

 

Mirante19/01/2018 | 18h11Atualizada em 19/01/2018 | 19h33

"Todo o esforço será realizado para que os eventos ocorram de forma pacífica", diz Schirmer em resposta a Pepe Vargas

Secretário de segurança enviou ofício ao petista diante da cobrança sobre a segurança nas manifestações devido ao julgamento de Lula

"Todo o esforço será realizado para que os eventos ocorram de forma pacífica", diz Schirmer em resposta a Pepe Vargas Karine Viana/Divulgação
Sobre o risco de infiltração de grupos radicais, responsáveis por incitamento ou atos de prejuízo ao patrimônio, Schirmer diz que as organizações responsáveis pelo evento devem ajudar a identificar essas pessoas Foto: Karine Viana / Divulgação

O secretário estadual de Segurança Pública, Cezar Schirmer, respondeu ao ofício encaminhado pelo presidente do PT-RS, deputado federal Pepe Vargas. O petista pediu providências ao governador José Ivo Sartori (PMDB) para garantir que as manifestações no dias 23 e 24, diante do julgamento do ex-presidente Lula no Tribunal Regional Federal da 4ª Região, em Porto Alegre, ocorram com segurança e boa ordem. Na segunda-feira, às 10h, na sede da secretaria, será apresentado à imprensa o plano de segurança.

Leia Mais:  
Pepe Vargas pede a Sartori garantia de segurança durante as manifestações devido ao julgamento de Lula

Na nota, o secretário faz um relato sobre as ações de segurança pública a serem implementadas pelos órgãos de Estado e comunica que foi instalado o Gabinete de Gestão Integrada, citando todos os órgãos envolvidos.  Schirmer frisa que todo o esforço será realizado para que os eventos ocorram de forma ordeira e pacífica, sem ultrajes aos direitos constitucionalmente garantidos.

"Nosso principal objetivo é garantir o exercício das liberdades de reunião e de manifestação por partes dos movimentos sociais, de partidos, da sociedade civil e dos cidadãos. É essencial, nas democracias, assegurar a livre manifestação de opinião e de organização, que deve se submeter ao interesse público, à lei, à ordem pública e ao respeito à divergência", diz o texto.

Ele afirma que a Secretaria da Segurança Pública tem se reunido com os movimentos sociais, a fim de viabilizar um acordo quanto aos locais de acampamento e de manifestação, respeitando-se as decisões judiciais relativas ao acontecimento, as diferenças ideológicas dos movimentos participantes e as características do local. As forças políticas também estão sendo ouvidas.

Sobre a atuação da Brigada Militar, diz que a eventual interferência da força pública nas manifestações se dá nos episódios em que direitos, igualmente reconhecidos pela Constituição Federal, estão em risco.

Grupos infiltrados

Sobre o risco de infiltração de grupos radicais nos movimentos sociais, responsáveis pelo incitamento ou pela realização de atos em prejuízo ao patrimônio, o secretário entende que as organizações responsáveis pelo evento têm papel importante no repasse de informações quanto à identificação de pessoas descompromissadas com os fins dos movimentos.

"As informações que recebemos dos órgãos de inteligência dão conta que, quando a Brigada Militar identifica as pessoas que praticam vandalismos, estas se refugiam, se misturam, são acolhidas e, muitas vezes, até aplaudidas pelos manifestantes", responde o secretário.

Quanto ao ambiente hostil, em especial nas redes sociais, destaca que as declarações políticas e, de parte a parte, "avessas aos ideais democráticos, que incentivam demonstrações violentas, não colaboram para criar um clima de respeito à lei". Mas reconhece que as lideranças estaduais gaúchas, de diferentes correntes, têm feito declarações que contribuem em muito para destacar o espírito público de respeito às instituições e aos manifestantes.

Leia também:
Em visita à Caxias do Sul, José Ivo Sartori evita falar sobre eleição
Saiba quem assume as pastas nas férias dos secretários do  governo Guerra em Caxias  


 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros