Sessões da comissão representativa são marcadas por mais críticas ao prefeito de Caxias do Sul - Política - Pioneiro

Versão mobile

 

Câmara de Vereadores10/01/2018 | 09h00Atualizada em 10/01/2018 | 10h17

Sessões da comissão representativa são marcadas por mais críticas ao prefeito de Caxias do Sul

Durante o recesso, trabalho no plenário ocorre uma vez por semana, nas terças-feiras

Sessões da comissão representativa são marcadas por mais críticas ao prefeito de Caxias do Sul Clever Moreira/Divulgação
Foto: Clever Moreira / Divulgação

Em período de recesso, a Câmara de Vereadores de Caxias do Sul atraiu menos as atenções do que nos últimos meses, quando votou três pedidos de impeachment contra o prefeito Daniel Guerra (PRB). Apesar disso, o espaço tem sido usado para críticas à administração municipal e anúncios das agendas dos vereadores.

Durante o recesso, que se encerra em 1º de fevereiro, os vereadores se reúnem uma vez por semana, às terças-feiras, a partir das 8h30min, em sessões da chamada Comissão Representativa. Foram uma no ano passado, duas este ano e, até o início do ano parlamentar, ocorrerão mais três. As reuniões contam com a participação de um representante de cada uma das 11 bancadas, mais a Mesa Diretora. Ricardo Daneluz (PDT), que integra a Mesa, é, ao mesmo tempo, representante da bancada. Nas plenárias, os vereadores votam requerimentos, moções e licenças. O parlamentar que não integra a Comissão Representativa pode participar das reuniões, mas sem direito a voto. Ele só vota em caso de substituição.

Na sessão de terça-feira, a única pauta foi um requerimento que solicita detalhes sobre as decisões do Conselho de Administração da Codeca, de autoria de Adiló Didomenico (PTB). Aprovado por unanimidade, o documento requisita atas das reuniões do conselho, deliberações da empresa, balancete contábil de dezembro de 2017 e o resultado financeiro total do ano passado. O Executivo terá 30 dias para enviar as respostas. Adiló reiterou a sua preocupação com a situação econômico-financeira do órgão. O trabalhista protagonizou uma forte discussão com o vereador Renato Nunes, do PR (leia na coluna Mirante).

Nas sessões anteriores, os vereadores aprovaram dois requerimentos à prefeitura. O primeiro, de autoria de Rafael Bueno (PDT), pede informações sobre os gastos com publicidade. Outro, da vereadora Denise Pessôa (PT), solicita esclarecimentos sobre uma propaganda em que a prefeitura afirma ter sido realizada a manutenção de 8 mil quilômetros de estradas do interior.

Olhômetro - De olho nos vereadores

O QUE FOI VOTADO

:: 19/12 - Requerimento com pedido de informações ao Executivo sobre a Coordenadoria de Comunicação vinculada ao gabinete do prefeito Daniel Guerra. O documento, de autoria do vereador Rafael Bueno (PDT), questiona gastos com publicidade e dados veiculados nos comerciais da prefeitura.

:: 26/12 - Não teve ordem do dia (votação).

:: 2/1 - Requerimento de autoria da vereadora Denise Pessôa (PT) solicita informações ao Poder Executivo sobre a manutenção nas estradas do interior do município. O documento leva em consideração a polêmica campanha publicitária da prefeitura sobre obras.

:: 9/1 - Requerimento do vereador Adiló Domenico (PTB) sobre decisões do Conselho de Administração da Codeca.

A COMISSÃO REPRESENTATIVA

Mesa Diretora: Alberto Meneguzzi (PSB), Ricardo Daneluz (PDT), Flávio Cassina (PTB), Gládis Frizzo (PMDB) e Renato de Oliveira (PCdoB).

Representantes de bancadas: Paula Ióris (PSDB), Renato Nunes (PR), Edson da Rosa (PMDB), Elói Frizzo (PSB), Denise Pessôa (PT), Alceu Thomé (PTB), Arlindo Bandeira (PP), Kiko Girardi (PSD), Neri, O Carteiro (SD) e Chico Guerra (PRB). Ricardo Daneluz representa o PDT.

Leia também
Câmara de Vereadores de Caxias transmite sessões ao vivo pelo Facebook
Petistas de Caxias e região se mobilizam para atos pró-Lula
Definição de nome para deputado estadual cria crise no PDT de Caxias do Sul

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros