PMDB de Caxias está diante de um imbróglio com suas pré-candidaturas - Política - Pioneiro

Versão mobile

 

Mirante12/01/2018 | 13h46Atualizada em 12/01/2018 | 13h57

PMDB de Caxias está diante de um imbróglio com suas pré-candidaturas

Partido avalia se escolhe dois nomes (um a estadual e um a federal) para ter o apoio municipal e quais são

PMDB de Caxias está diante de um imbróglio com suas pré-candidaturas Diogo Sallaberry/Agencia RBS
Mauro disputa com Feldmann (terceiro da esquerda para a direita) e Búrigo (segundo da esquerda para a direita) disputa com Edson Foto: Diogo Sallaberry / Agencia RBS

O PMDB de Caxias passa por uma situação delicada envolvendo a definição em torno de suas pré-candidaturas. Embora seja inevitável que dois nomes concorram a deputado estadual (o secretário estadual Carlos Búrigo e o vereador Edson da Rosa) e dois a deputado federal (o segundo suplente no exercício do mandato, Mauro Pereira, e o ex-vice-prefeito Antonio Feldmann) — a menos que algum abra mão, o que parece improvável —, o partido precisa decidir em âmbito municipal quantos e quem vai apoiar.

Há forte posição interna de que o diretório indique um para cada cargo, já os outros dois seriam indicados pelo PMDB regional.  Além disso, há os nomes de fora que buscam votos na cidade.

Quem a sigla em Caxias vai escolher para fazer campanha? Ou vai abraçar os quatro? A decisão deve sair em fevereiro, segundo o presidente do partido, vereador Paulo Périco, mediante ampla discussão, com os quatro colocando suas propostas.

A disputa já começa acirrada dentro do partido. E a meta é clara:

— Queremos um deputado federal e um deputado estadual eleitos — frisa Périco.

— Caxias é a locomotiva da região.

O que pensam os vereadores

Périco diz que não tem preferência de nomes. 

— Sou amigo dos quatro.  Vou trabalhar para quem o partido colocar.

A bancada dos vereadores integra a Executiva municipal. Felipe Gremelmaier diz que se forem dois candidatos de cada, ele já tem definido quem vai apoiar. 

— Mas ainda trabalho para que seja um de cada. A partir do momento que definirmos quantos (candidatos), falarei minha posição.

Gládis Frizzo, por sua vez, fará campanha para o deputado estadual Tiago Simon, que vai à reeleição.

— Conheço há bastante tempo. É um excelente político, puxou ao pai.

Para federal, ela ainda não decidiu.

Edson, que é pré-candidato a estadual, só tem uma escolha a fazer, e diz que sua opção para federal será construída posteriormente junto com o partido.

Leia também:
Caxienses estão entre os que menos faltaram a sessões na Câmara dos Deputados
Sessões da comissão representativa são marcadas por mais críticas ao prefeito de Caxias
Definição de nome para deputado estadual cria crise no PDT de Caxias do Sul

 
 
 

Veja também

 
Pioneiro
Busca
clicRBS
Nova busca - outros